Sábado 31 de Outubro de 2020

Jogos Mediterrâneo – Inês, Bragança e Júlio, autores de mais três medalhas

Portugal participa pela primeira vez nos Jogos do Mediterrâneo, que se realizam em Tarragona, na Catalunha.

DR / COP

Inês Monteiro (prata nos 5.000 metros), Rui Bragança (prata no Taekwondo) e Júlio Ferreira (bronze) também no Taekwondo, foram os atletas lusos que, em Tarragona, nos Jogos do Mediterrâneo, conquistaram mais três medalhas para Portugal, somando agora 18, o que é digno de registo.

Na final dos 5.000 metros, Inês Monteiro ganhou a prata com o melhor tempo pessoal na presente época (15.54,78), sendo segunda.

Ao longo do dia foi o Taekwondo a brilhar com Rui Bragança (-58 kg) a conquistar a prata que, no Taekwondo, começou por vencer (26-17) o marroquino Amine Elhamrazi venceu também (10-8), o sérvio Milos Gladovic (10-8), perdendo depois, a final, com o espanhol Jesus Tortosa Cabrera (com 6 – 19).

Portugal participa pela primeira vez nos Jogos do Mediterrâneo, que se realizam em Tarragona, na Catalunha.

DR / COP

Nos – 80 kg. Júlio Ferreira começou por ganhar (14-13) ao marroquino Achraf Mahboubi mas conquistando a medalha de bronze, depois de perder (19-6) com o espanhol Raul Martinez Garcia.

Com estas três medalhas, Portugal soma 18 ainda que descesse ao 13º lugar na lista que continua a ser liderada pela Itália, com um total de 12 medalhas (41 de ouro, 43 de prata e 38 de bronze), bem à frente da Espanha, com 99 (29-34-36); Turquia, com 83 (28-21-34); França, com 86 (25-24-37) e do Egipto (5º), com 42 (15-11-16), estando medalhados 24 dos 26 países participantes.

Em destaque também estiveram os remadores Pedro Fraga (LM1x) que fez o segundo melhor tempo (3.21,956) entre os meio-finalistas, pelo que é um sério candidato ao pódio na final deste sábado, bem como Cláudia Figueiredo (WX1) que venceu a repescagem (3.59,416) e vai estar também na final.

No Andebol, a selecção feminina venceu (31-30) a Sérvia e a masculina vai defrontar a Eslovénia este sábado.

Portugal participa pela primeira vez nos Jogos do Mediterrâneo, que se realizam em Tarragona, na Catalunha.

DR / COP

Ainda no atletismo, Susana Costa foi a melhor no triplo (5ª com 13,81), enquanto Patrícia Mamona foi 7ª (13,79) – para quem pretendia chegar às medalhas antes da prova – e David Lima foi 8º nos 200 metros com 21,54.

Na Ginástica Rítmica, Laura Sales apurou-se para a final ao obter a nona posição com 54,450 pontos, depois de completar os quatro aparelhos (arco, bola, massas e fita). Maria Canilhas ficou no 17º lugar.

No Judo, Yahima Ramirez (- 78 kg) perdeu (ippon) com a tunisina Nihel Cheikh Rouhou e também com a argelina Sonia Asselah (ippon), enquanto Diogo Silva (-100 kg) perdeu com o esloveno Vito Dragic.

Patrícia Sampaio (- 78 kg) venceu (ippon) a francesa Chloé Emilie Dollin, perdendo (ippon) de seguida para a italiana Giorgia Stangherlin mas terminando o dia a vencer (waza-ari) a espanhola Laia Talarn, ficando apurada para os quartos-de-final.

De salientar que Telma Monteiro passou por Tarragona e teve oportunidade de contactar o presidente do Comité Olímpico para justificar a ausência desta competição, para a qual tinha sido indicada pela Federação da modalidade.

basquete3x3

DR / COP

Na competição individual de Equestre, o melhor foi Duarte Seabra (7º com uma penalização de 4 pontos), seguido de Rodrigo Almeida (8º com 5), Luís Sabino Gonçalves (10º com 7) e António Almeida (11º com 8).

No Ténis de Mesa, Portugal (masculino) ficou apurado para os quartos-de-final depois de perder com a Eslovénia (3-0) mas ganhar à Grécia (3-1), fase onde defrontará a Itália.

Este sábado será o penúltimo dia destes Jogos do Mediterrâneo, onde Portugal participou pela primeira vez.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.