Quarta-feira 26 de Fevereiro de 2020

Portugal brilhante no terceiro lugar no pódio com 15 medalhas

No último dia dos IV Jogos Europeus Universitários, Portugal averbou ainda mais duas medalhas (prata e bronze) numa despedida em beleza e que fica para a história do desporto universitário português como um facto único, ao que se acrescenta a excelente organização em Portugal, com Coimbra a servir de “lição” e “tradição” do que se faz de melhor no país.

A Universidade do Minho esteve a um passo de chegar ao ouro na competição de Futsal mas acabou com a prata, num excelente segundo lugar, perdendo o ouro para a Universidade de Málaga, que venceu por 6-5 depois de 2-1 ao intervalo., um resultado definido num ou noutro pormenor que bafejou os espanhóis em vez dos portugueses.

E a segunda medalha (bronze) alcançada nesta modalidade foi da responsabilidade da Universidade de Coimbra que venceu (2-1) a Universidade Ivane Javakhishvili Tbilisi (Geórgia), que soube tornear os obstáculos para chegar à segunda medalha numa mesma modalidade.

A competição feminina foi ganha pela Universidade de Alicante que bateu (7-6) a congénere da U. Politécnica de Moscovo (Rússia), com a U. de Jagiellonian (Polónia) a chegar ao bronze.

No Futebol (feminino), a campeã foi a equipa russa da Universidade Federal da Sibéria, que venceu (5-4 nas grandes penalidades, depois de um empate a um golo no tempo regulamentar) a Universidade de Montpellier (França), com o bronze a ser conquistado pela Universidade de Frankfurt (Alemanha) que também venceu (3-2) por grandes penalidades, depois de um zero-zero no final do jogo.

No masculino, o título foi conquistado pela Universidade de Split (Croácia) ao vencer (1-0) a Academia de Educação Física (Rússia). A medalha de bronze foi alcançada pela Universidade de Kyei (Ucrânia), que derrotou a Universidade de Vechta (Alemanha) por grandes penalidades (3-2), depois de um 0-0 no final do tempo regulamentar.

No Basquetebol (masculino) o ouro foi conquistado pela Universidade de Bolonha, que derrotou (92-75) a Universidade de Beykent, enquanto o bronze chegou à Universidade Tecnológica de Tallinn (Estónia), que ganhou (81-75) a Eslovénia.

No feminino, a Universidade de Viena (Áustria) venceu (63-53) a Universidade de Tolouse Jean James (França), enquanto o bronze foi para a de Estrasburgo, que derrotou (67-47) a Universidade de Valência (Espanha).

No medalheiro final, a Grã-Bretanha chamou a si o título de mais medalhada, com um total de 23 (9 de ouro, oito de prata e 6 de bronze), à frente da Alemanha, com 32 (8-12-12) e do “metediço” Portugal que conquistou 15 medalhas (7 de ouro, quatro de prata e quatro de bronze), à frente da França, com 30 (6-12-12) e da Polónia, com 17 (5-5-7), entre trinta países que preencheram a lista dos medalhados.

Um ano de ouro para o Desporto Universitário que, depois do êxito nas Universíadas de Verão, voltaram a colocar Portugal no topo mundial.

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.