Sábado 19 de Outubro de 2019

Estádio Nacional, 75 anos de Emoções

IMG_4371A tribuna presidencial do Estádio Nacional foi, esta segunda-feira, palco da apresentação da antestreia do filme “Estádio Nacional, 75 anos de Emoções”, acto a que assistiu o secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo.

O “cicerone” foi Vítor Pataco, presidente do Instituto Português do Desporto e Juventude, que afirmou, a dada altura, que “fico admirado, quando chego a algumas reuniões internacionais e, a propósito de infra estruturas, vejo as pessoas ficarem com a boca aberta pela magnitude do Centro Desportivo Nacional do Jamor”, situação que fica registada como um esplêndido cartão-de-visita de Portugal no âmbito do desporto, seja de massas, de promoção do bem-estar físico, seja de alta competição.

logo_bw_jamor 75anosQuanto ao filme apresentado, Pataco salientou que é “um documento histórico e emocional na vida de milhares de cidadãos e atletas que aqui concentraram muito tempo de treino e de competição, no que devemos denominar como um encontro de gerações”.

Na História do filme ficaram registadas ainda as “histórias”, por exemplo, de Carlos Lopes (campeão olímpico e mundial), João Pinto (jogador de futebol do Benfica), do bronze olímpico Nuno Delgado, de João Pedro Pais, que praticou luta amadora e que se “virou” para a música (por falta de tempo para poder fazer tudo, como gostaria), da nadadora paralímpica Simone Fragoso (a mais medalhada entre as portuguesas), de Fernando Correia (radialista e comentador desportivo) e, ainda, de João Baptista, um trabalhador que entrou para o Completo com apenas 12 anos e que viu nascer o Estádio Nacional, inaugurado em 10 de Junho de 1944, tendo completado o centenário na passada semana.

Entre outras figuras, Carla Couto, a mais internacional futebolista portuguesa, também esteve presente e salientou que “o factor união sobressaiu sempre pela positiva, motivo pelo qual o preservar de alguns desses factos sejam importantes para o futuro”.

IMG_4372Depois do visionamento do filme, Fernando Correia ainda trocou mais algumas palavras com os mesmos desportistas, realçando-se, quase em uníssono, a importância de não deixar apagar a história que o desporto português tem, que tem mantido Portugal ao top dos pódios de jogos olímpicos, mundiais e europeus, em várias categorias e modalidades.

João Paulo Rebelo fechou a sessão referindo que o plano de eventos decorrerá até 10 de Junho de 2020, quando se fará um novo balanço e reforçado com novo filme, dessa vez, sobre a conclusão do centenário de um espaço natural, ao ar livre, dedicado às actividades físicas e competições desportivas, criando novos campeões para o amanhã.

O próximo evento será no dia 5 de Julho, no mesmo local, com o recordar os 50 anos da primeira final da Taça de Portugal, em que o Benfica venceu (2-1) a Académica, jogo em que as bancadas do magnífico Estádio estavam repletas de milhares de estudantes com faixas contra o regime político que então governava Portugal.

© 2019 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.