Terça-feira 14 de Julho de 2020

Motociclista Paulo Gonçalves disse adeus à vida aos 40 anos num Dakar fatídico

A.S.O/DPPI/F.Gooden

A.S.O/DPPI/F.Gooden

Na décima terceira presença no Dakar, a mítica prova que começou em África, passou pela América do Sul e situou-se, a partir deste ano, na Arábia Saudita, o piloto português foi obrigado a parar, tendo sido assistido em primeiro lugar por outro concorrente que o seguia que, como mandam as regras da competição, chamou a assistência médica (inclusive um heli) que levou o já malogrado Paulo Gonçalves para o hospital, onde não foi possível reverter a situação em que se encontrava.

Por ter sofrido uma paragem cardio-respiratória, o antigo campeão mundial foi obrigado a ficar pelo caminho, precisamente no ano que participava pela 13ª vez, depois de ter iniciado a presença em 2006, onde foi 25º.

Com 40 anos de idade (completaria 41 em 5 de Fevereiro próximo), Paulo Gonçalves deixa Sofia Gonçalves viúva e com dois filhos menores, o que se lamenta.

Na história da presença de Paulo nesta competição, ficam como registo de luxo um segundo lugar (2015), tendo ainda mais nove resultados entre os dez primeiros.

O piloto será também recordado pelo lado humano, em que ficou conhecido por nunca deixar ninguém para trás.

O Presidente da República, em nota publicada no site oficial da Presidência, referiu que “lamento a morte do motociclista Paulo Gonçalves na sequência de um acidente no Rally Dakar e apresento à família enlutada as mais sentidas condolências”.

Marcelo Rebelo de Sousa não deixou passar a oportunidade de reconhecer que “Paulo Gonçalves morreu a tentar alcançar o sonho de vencer uma das mais duras e perigosas provas de rally do mundo, na qual foi sempre um digníssimo representante de Portugal, chegando a alcançar o segundo o lugar em 2015”.

Dia em que também, na área dos desportos motorizados, faleceu (93 anos) a antiga proprietária do Grupo Grão Pará, Fernanda Pires da Silva, que mandou construir o Autódromo do Estoril, inaugurado em 17 de Junho de 1972, infra-estrutura que recebeu o Grande Prémio de Portugal de Fórmula 1 entre 1984 e 1996.

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.