Segunda-feira 06 de Julho de 2020

Recorde Nacional absoluto do peso para Auriol Dongmo (Sporting)

Auriol Dongmo

Auriol Dongmo

A sportinguista Auriol Dongmo bateu o recorde de Portugal no lançamento do peso ao atingir a marca de 18,02 metros, tendo superado um recorde de pista coberta com 21 anos.

Foi no decorrer dos Distritais de Leiria de pista coberta, em Pombal, com a atleta do Sporting a superar, de uma só vez, os anteriores máximos ao ar livre (17,54, de Jessica Inchude, do Sporting, desde 2019) e de pista coberta (17,26, de Teresa Machado, também do Sporting, desde 1998).

Dongmo, treinada por Paulo Reis, tinha como melhor em Portugal, no ano passado, 16,95 metros.

No Meeting Internacional de Nantes, em pista coberta, destacou-se o triunfo de Vera Barbosa (Sporting) nos 400 metros (54,58 segundos), enquanto Ivo Tavares, do Benfica, foi segundo no salto em comprimento, com 7,72 metros, e Lorene Bazolo (Sporting) foi terceira na final dos 60 metros com 7,41 segundos (mas fez 7,37s na meia final), a mesma classificação de Anabela Neto (Sporting) no salto em altura (1,84 m, a um centímetro do seu recorde em indoor).

Entretanto, Gerson Baldé foi terceiro classificado no salto em altura do meeting de Wuppertal (Alemanha), com a marca de 2,20 metros.

Carlos Nascimento e Patrícia Mamona, com melhor marca pessoal no comprimento, em pista coberta, estiveram em evidência no interessante Meeting Mário Moniz Pereira, que a Associação de Atletismo de Lisboa realizou no CAR Jamor.

O velocista do Sporting fechou os 60 metros planos com um triunfo, realizando a marca de 6,73 segundos, derrotando Yazaldes Nascimento (Individual), que correu em 6,75 segundos, e Frederico Curvelo (Benfica), que fez 6,77 segundos.

A saltadora, também do Sporting, fez a sua melhor marca de sempre em pista coberta no salto em comprimento, atingindo os 6,40 metros. Derrotou Lucinda Gomes, do Estreito, que saltou 6,24 m, também a sua melhor marca de sempre em pista coberta.

Nas restantes provas, destaque para a velocista Catarina Lourenço, do Benfica, vencedora dos 60 metros com 7,64 segundos, à frente de Daniela Amaro (Cavadas), que fez 7,65 s. Nos 60 metros barreiras, triunfou a sportinguista Mariana António (8,74 s).

Nas provas masculinas, Paulo Conceição (Benfica) saltou 2,16 em altura (Tiago Pereira, do Sporting, fez 2,13); Bruno Spineli, do Benfica, venceu o salto com vara (5,00 m); Bruno Pinto, do Sporting, venceu o comprimento (7,13 m); nos 60 metros barreiras, triunfo de Paulo Neto, do Jardim da Serra (8,11 segundos), à frente de Edgar Campre (Benfica), com 8,19s.

Entretanto, o segundo dia do Troféu Ibérico de Provas Combinadas, que decorreu este fim-de-semana em Madrid não foi o melhor para os atletas portugueses, especialmente Sissínio Ambriz, que terminou o primeiro dia no primeiro lugar do heptatlo, abriu a jornada com uma excelente prova de 60 m barreiras (8,10), mas depois, com 3,03 na vara e 3.14,99 nos 1000 metros, não conseguiu manter o nível evidenciado nos nacionais de provas combinadas e terminou em quarto lugar (4.792 pontos), aquém do seu próprio recorde nacional (4993 pontos).

O vencedor do heptatlo foi o espanhol Daniel San Juan, com 5127 pontos.

Por seu lado, Paulo Rosário correu a sua primeira prova internacional de pista coberta da temporada, participando no Meeting de Valência, tendo obtido o nono classificado na prova de 3.000 metros, com 8.01,93 minutos, recorde pessoal que o leva a 14º do ranking nacional de sempre. O atleta minhoto conseguiu a marca mais rápida do atletismo português nesta prova desde 2012, tendo aproveitado o andamento imposto por Mohamed Katir El Haouzi, o vencedor da corrida com 7.48,84 minutos.

Nos 800 metros femininos, Mariana Machado, do Sporting de Braga, fez a sua primeira prova internacional de pista coberta, terminando no quinto lugar, com a marca de 2.13,02, com a vencedora, Natalia Romero, a terminar com 2.04,90 minutos.

Entretanto, na pista de Sobreda da Caparica, Inês Custódio, do Novas Luzes, melhorou o recorde nacional de iniciadas no lançamento do dardo, com a marca de 41,30 metros. A atleta melhorou em 32 centímetros o máximo anterior (40,98), que já lhe pertencia desde 5 de janeiro.

Por seu lado, o NRP Sagres, na sua viagem à volta do mundo, assinalando o V centenário da primeira viagem de circum-navegação levada a cabo por Fernão de Magalhães, aportou à Cidade da Praia, em Cabo Verde.

Cumprindo uma das escalas previstas, uma delegação do NRP Sagres e do secretário-geral da Rede Mundial de Cidades Magalhânicas e Presidente da Estrutura de Missão, acompanhados pela embaixadora de Portugal em Cabo Verde, deslocaram-se à Escola Portuguesa de Cabo Verde onde, entre outras ofertas, entregaram o kit de atletismo oferecido pela Federação Portuguesa de Atletismo para ajuda a uma vida mais saudável, orientada para a prática de actividades desportivas.

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.