Domingo 09 de Agosto de 2020

Principais clubes apurados para a final dos nacionais de atletismo de clubes

Os principais clubes que tem vindo a ocupar os lugares de primazia nas competições nacionais absolutas de Atletismo confirmaram, este sábado, a presença nos campeonatos da I e II Divisão, depois da fase de apuramento realizada em sete locais diferentes no país.

pistaatletismoEm termos colectivos, o Sporting foi o melhor no sector masculino, com um total de 458,5 pontos, à frente do Sporting de Braga (423), Juventude Vidigalense (388,5) e ADRAP (388), a que se juntam mais quatro clubes, entre os quais o Benfica, campeão em título e ausente nesta fase.

No lado feminino – com o Sporting ausente por ser o campeão – a formação do Benfica foi a melhor, com 348,5 pontos, à frente da Juventude Vidigalense (342) e do Estreito (Madeira), com 305.

Em termos individuais, saliente-se, nos dois sectores, alguns recordes pessoais batidos e igualados e batidos.

Da parte da manhã, em masculinos, os destaques foram para Ruben Antunes (Sporting), com 65,62 metros, no martelo; Tiago Pereira (Sporting), com 16,51 (+1,6) no triplo; Paulo Neto (Jardim da Serra), com 14,37 nos 110 barreiras e Rasul Dabo (Sporting) com 14,38 na mesma prova. Ericsson Tavares (CASeia), destacou-se com 48,48, nos 400 metros, a melhor nacional do ano ao ar livre; Nuno Pereira (Sporting) com 1.50,47 nos 800 metros; Carlos Pitra (Sporting), com 4,90 no salto com vara, igualando o seu recorde pessoal.

No lado feminino, saliência para Arialis Martinez (Benfica), com 11,57 nos 100 metros; Fatumata Balde, com 14,20 nos 100 metros barreiras, melhor marca do ano; e a júnior Camila Gomes, com 2.10,60, recorde pessoal, nos 800 metros.

Da parte da tarde, Tiago Pereira (Sporting) com 2,09 no salto em altura; Miguel Mascarenhas (A20KM) com 5.03,80 nos 2.000 obstáculos; e Wilson Pedro, do Centro de Atletismo da Baixa da Banheira, com 21,82 (+2,7) nos 200 metros, marca não homologada.

Entre as mulheres, Arialis Martinez voltou a brilhar ao vencer os 200 metros com 23,74; Eliana Bandeira (Benfica) lançou no peso; Mariana Machado (Sporting de Braga), correu os 1.500 metros em 4.24,78; Lucinda Gomes (Estreito) saltou 13,16 no triplo (vento, +3,8), depois de vencer o comprimento com a marca de  6,09 metros (+1,5); e Joana Soares, da ACDJS, com a marca de 6.09,85, nos 2000 metros obstáculos.

Também neste sábado, decorreu a Assembleia Geral Extraordinária da Federação Portuguesa de Atletismo (FPA), que aprovou as alterações ao Regulamento Eleitoral da FPA e, na sequência, a marcação da data para a eleição dos órgãos sociais da Federação Portuguesa de Atletismo, que deverá ocorrer em 31 de Outubro próximo.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.