Domingo 09 de Agosto de 2020

Atletismo e outras modalidades voltam à normalidade

atletismo variosO atletismo e outras modalidades preparam-se para retomar o quadro competitivo normal, depois de conhecida a decisão esta quinta-feira tornada pública pelo Governo.

A decisão deriva do comunicado do Conselho de Ministros que reabre a actividade desportiva para todas as modalidades, com a sua prática regular, sem alterações, já a partir das zero horas do dia 1 de agosto, sendo que no atletismo só em termos de pista.

Assim, as corridas de velocidade não terão corredores livres em cada série e as corridas de 1500 metros e superiores não terão partidas separadas e individualizadas. Os saltos manterão as regras de desinfecção implantadas, assim como nas corridas de barreiras, e nos lançamentos os procedimentos de desinfecção dos engenhos serão mantidos.

Dessa forma, a Federação Portuguesa de Atletismo realizará os seus campeonatos nacionais com as regras tradicionais, mas mantendo a sua atitude cívica perante a época que atravessamos.

Para o Presidente da FPA, Jorge Vieira, “esta decisão vem ao encontro do desenvolvimento da situação e ao encontro das nossas actividades. Nós já temos mais de 90 por cento da competição normalizada, faltava-nos, naturalmente, eliminar alguns constrangimentos, principalmente nas corridas, nomeadamente nas séries das provas de velocidade e das corridas em linha”.

Com a decisão governamental agora tomada, “que permite um maior desconfinamento entre as diversas modalidades, mesmo as de contacto, como o râguebi, o atletismo pode retomar a sua actividade de pista normalizada. A nossa modalidade tem de aproveitar a oportunidade”, concluiu o Presidente da FPA, após a reunião preparatória de realização dos Campeonatos Jovens que se realizarão este fim-de-semana.

Nesta fase, em vésperas da competição, não haverá alterações ao que estava planeado, mantendo-se a realização dos Campeonatos Nacionais de Sub18 e Sub 20 nas diferentes pistas, para evitar grandes deslocações dos atletas, nem aos programas anteriormente anunciados. O mesmo se passará em relação aos campeonatos vindouros (de Portugal e Nacionais de Clubes, respectivamente em 8 e 15 de Agosto).

As normas estabelecidas pela Direcção Geral de Saúde, mantém-se com as regras de etiqueta definidas para os anteriores campeonatos, com a distância social respeitada, a obrigatoriedade de uso de máscara antes do aquecimento e competição, e outras normas constantes dos regulamentos previamente aprovados e distribuídos, mantendo-se a ausência de público nos eventos, uma situação que ainda não tem aprovação das autoridades nacionais.

Entretanto, o primeiro dia do mês de agosto acolhe os Campeonatos Nacionais Sub18, nos quais tomarão parte 93 clubes, que se distribuirão em sete grupos de participação: Porto (pista da Maia, que recebe a grande parte das disciplinas, e pista de Ramalde, com os lançamentos do martelo); Leiria (com provas a decorrer na pista em Pombal), Lisboa (provas a decorrerem no Estádio Universitário), Algarve (com a escolha da pista de Vila Real de Santo António), Madeira (pista da Ribeira Brava a receber a maioria das disciplinas, com os lançamentos do peso e do martelo a decorrerem no RG3, Funchal), São Miguel (pista das Laranjeiras, em Ponta Delgada) e Terceira (Pista  do Estádio João Paulo II, em Angra do Heroísmo).

Quanto aos Campeonatos Nacionais Sub20, que se realizam no domingo (2 de agosto), os locais de competição serão os mesmos, e os programas-horários dos diferentes pontos são similares. Nestes Nacionais estarão atletas em representação de 80 clubes.

Para os dois dias de competição, a Federação Portuguesa de Atletismo recorre à mesma estrutura de resultados em directo, desenhada pela plataforma Portugal Athletics Results, que tem um espaço dedicado a cada um dos locais de competição e um espaço de resumo nacional.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.