Sábado 17 de Abril de 2021

Patrícia Mamona com passaporte para o europeu de pista coberta

DR

DR

Patrícia Mamona, ao completar o triplo salto com 14,21 no meeting realizado em Madrid, esta quarta-feira, onde foi segunda, confirmou a marca de referência e está a caminho do europeu de pista coberta, de 5 a de Março, na Polónia.

No quarto ensaio, Patrícia conseguiu alcançar os 14,21 metros, melhor marca nacional, demonstrando melhoria gradual de forma (há uma semana saltara 14,03 metros), mantendo-se no top’3 europeu (a par de Ana Peleteiro, que hoje perdeu com a portuguesa).

A sportinguista, ultrapassada pela norte-americana Tori Franklin (14,22 metros) no último ensaio, ainda passou mais duas vezes os 14 metros:14,14 e 14,11 m.

No mesmo encontro, Carlos Nascimento correu os 60 metros, terminando em quarto lugar na final da prova, com o registo de 6,63 segundos, igualando o seu recorde pessoal, que data de 2016. O vencedor foi Arthur Cisse (Costa do Marfim) em 6,59 segundos.

Registe-se, neste meeting, o recorde mundial alcançado pelo norte-americano Grant Holloway nos 60 metros barreiras ao registar 7,29 segundos.

Entretanto, em Belgrado (Sérvia) competiram as sportinguistas Evelise Veiga, no salto em comprimento, e Cátia Azevedo, nos 400 metros.

A quatrocentista terminou em quinto lugar (no conjunto das duas séries) com a marca de 54,32 segundos, onde triunfou a romena Andrea Miklos em 52,54.

A saltadora terminou no mesmo posto classificativo (quinta), com a marca de 6,39 metros, vendo a servia Ivana Spanovic triunfar com 6,70 metros.

Entretanto, nas provas de preparação organizadas pela Associação de Atletismo de Lisboa, na pista ao ar livre no CAR Jamor, Liliana Cá (Novas Luzes), obteve mais um fulgurante recorde pessoal, lançando o disco a 63,28 metros e ficando a escassos 22 centímetros (63,50) da qualificação directa para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

A atleta ainda fez mais três lançamentos acima dos 60 metros: 62,51, 60,41 e 60,72. Na mesma prova, Ivanilda Lopes (Benfica) lançou a 47,82 metros.

Nas restantes provas femininas, Beatriz Fernandes (Núcleo Oeiras) venceu os 1.500 metros em 4.38,19; Inês Cruz (J. Vidigalense) ganhou os 200 metros em 25,22 (v: -1,1 m/s); e Margarida Feliciano (Sporting) venceu o lançamento do martelo com a marca de 40,15 metros.

Nas provas masculinas, Edujose Lima (Sporting) lançou o disco a 55,43 metros; Miguel Carreira (J. Vidigalense) lançou o martelo a 62,33 metros; Ericsson Tavares (Seia) venceu os 200 metros em 22,17 segundos (v: -1,6 m/s); e Rodrigo Lima (Sporting) venceu os 1 500 metros em 3.59,68 minutos. Dentro do CAR Jamor, Diogo Ferreira (Benfica) passou a fasquia colocada a 5,25 metros no salto com vara, numa prova em que Carlos Pitra (Sporting) atingiu, pela primeira vez, os cinco metros certos. Marta Onofre (Sporting) venceu a prova feminina ao passar os 3,95 metros.

 

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.