Domingo 09 de Maio de 3593

“Estrelinha” está a perder brilho e Sporting perdeu mais dois pontos

Paulo Alfar /JDM

Paulo Alfar /JDM

No fechar da 26ª jornada da Liga NOS, o Sporting voltou a não se encontrar e acabou por ceder mais um empate – o segundo em dois jogos seguidos – frente ao Famalicão, em Alvalade, constando-se que os leões estão a perder o brilho da “estrelinha” que os tem acompanhado até aqui.

Paulo Alfar /JDM

Paulo Alfar /JDM

Para uma tamanha superioridade de posse de bola (63/37%), o Sporting não conseguiu encontrar a estratégia certa para reconfirmar os 17-2 remates, dos quais apenas 4-2 para a baliza, o que demonstra que o ataque leonino voltou a pecar muito, mesmo com a “star” Pedro Gonçalves a regressar ao golo e a manter-se líder nos marcadores, ainda que, agora, acompanhado por um Seferovic “assanhado” e que tem sido o “abono de família” que o Benfica esperava há muito tempo.

 

 

Paulo Alfar /JDM

Paulo Alfar /JDM

 

Os golos correspondentes ao resultado final (1-1) foram marcados relativamente cedo, sendo certo que nasceram de erros das respectivas defesas.

No golo de Pedro Gonçalves (25’), um defesa famalicense permitiu que Pedro Gonçalves lhe roubasse a bola para correr para o lado direito e passar a Paulinho, na corrida, reenviando-a para o centro da grande área onde, Pedro Gonçalves, vindo de trás, surgiu isolado e a fazer o golo sem dificuldade.

 

Dois minutos depois (27’), o Famalicão fez um contra-ataque pelo lado esquerdo, com o extremo a isolar-se e a colocar a bola na grande área, onde Iván Jaime passou incólume, tentou tornear Coates mas caiu (ficou a dúvida se seria grande penalidade), tendo a bola passado ao lado de Feddal (impávido e sereno nem se fez ao lance, mesmo junto a si) e seguido para os pés de Anderson para marcar sem problemas, porquanto como que terá passado uma nuvem na grande área, onde ninguém se apercebeu do que se passou.

Paulo Alfar /JDM

Paulo Alfar /JDM

Ainda que o Sporting gizasse mais oportunidades – como surgiu com Tiago Tomás (63’) e Jovane (90+1’), mas em que qualquer deles rematou para fora da baliza, a verdade é que o empate não se desfez, colocando o Sporting apenas a seis pontos do F. C. do Porto, equipa que, com o Benfica, foram os ganhadores desta ronda.

Outro candidato à Europa, como é o caso do Sporting de Braga, jogo em casa mas acabou por “escorregar” ante o Belenenses SAD, que conquistou um ponto, enquanto os bracarenses perderam dois.

Os bracarenses também foram os donos do encontro (66/34% de posse de bola, com 14-9 remates, dos quais 4-2 para a baliza, mas a verdade é que as estatísticas não vencem os jogos.

Gaitán (36’) marcou para o Braga mas Cassierra também estava sedento para não deixar cair a equipa e, com isso, acabou por empatar (59’), para gáudio dos homens de Lisboa.

O resultado mais substantivo desta parte final da ronda 26 foi alcançado – no que foi um recorde de golos marcados numa jornada, com 30 – pelo Santa Clara, que brindou o Nacional da Madeira com um 5-1 mais ou menos anormal.

Paulo Alfar /JDM

Paulo Alfar /JDM

Villanueva (4’) começou a marcar cedo, tendo Rui Costa (35’ e 47’) elevado para 3-0, seguindo-se Carlos Júnior (79’) e Ukra (90+6’). Rui Correia (66’) obteve o único golo dos nacionalistas, que ocupam agora o último lugar da classificação.

O Santa Clara rematou mais (16-10, dos quais 9-3 para a baliza) mas a maior posse de bola foi do Nacional (52/48%) sem qualquer importância para o resultado final.

Ao vencer em Barcelos, o Moreirense fixou-se no 8º lugar, agora com seis pontos de avanço do Portimonense, tendo uma maior latitude para se manter por aí.

Homens de Moreira de Cónegos que começaram por se adiantar no marcador com um golo de Rafael (19’, de grande penalidade), tendo o Gil Vicente empatado, por Pedro Marques, no reatar da segunda parte (47’), mas “oferecendo” o triunfo aos visitantes face ao autogolo obtido por Ygor (72’) na sua própria baliza.

Os gilistas dominaram em tudo (63/37% de posse de bola, 18-10 nos remates, dos quais 6-4 para a baliza) mas esqueceram-se de marcar. E quem não marca não ganha pontos.

Com os empates nos últimos dois jogos, por certo que a estrutura verde e branca começa a estar apreensiva e terá que analisar o que não estará a funcionar tão bem como se esperava.

Ainda assim, o Sporting continua líder, agora com 66 pontos, seguindo-se o F. C. Porto (60), Benfica (57), Sporting de Braga (54), Paços de Ferreira (44), Santa Clara e Guimarães (35), Moreirense (34), Portimonenses (29), Rio Ave, Tondela e Gil Vicente (28), Belenenses SAD e Famalicão (27), Boavista (25), Marítimo (24), Farense (22) e Nacional (21).

Nos marcadores, Pedro Gonçalves (Sporting) e Seferovic (Benfica) estão empatados a 16 golos, à frente de Sérgio Oliveira (F. C. Porto), com 12; Taremi (F. C. Porto), com 10; Rodrigo Pinho (Marítimo), Mario González (Tondela) e Carlos Júnior (Santa Clara), todos com 9.

A 27ª jornada inicia-se na próxima sexta-feira (dia 16) com os jogos Boavista-Paços de Ferreira (18h45) e Farense-Sporting (21h).

Nesta terça-feira, o F. C. do Porto volta a defrontar os britânicos do Chelsea, em Sevilha, no jogo da segunda mão dos oitavos-de-final da Liga dos Campeões.

© 3593 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.