Sexta-feira 06 de Agosto de 2021

O dia de glória do australiano Ben O’Connor com Ruben Guerreiro a subir na geral do Tour de France

ASO / Ballet Paulino ©

ASO / Ballet Paulino ©

Ben O’Connor (25 anos) conquistou a primeira vitória no Tour de France na participação no final de mais uma etapa onde a chuva esteve presente nos Alpes, onde Ruben Guerreiro voltou a surgir em grande plano e a obter o 12º lugar na etapa, que o fez subir vinte e uma posições na geral.

Apesar de ter vencido com mais de cinco minutos de avanço sobre os restantes concorrentes, O’Connor não conseguiu destronar o esloveno Tadej Pogacar da liderança da prova, porquanto a etapa deste domingo (9ª) foi uma das mais difíceis (com muita montanha) ainda que em apenas 144,9 km.

O ciclista da AG2R-Citroën esteve com a camisola amarela vestida, mas Tadej Pogacar respondeu a um ataque tardio de Richard Carapaz, mas ainda a tempo, de se manter na prova quando chega o primeiro dia de descanso, nesta segunda-feira.

Os ciclistas em prova iniciaram a etapa sob chuva desde a partida, em Cluses, com Benoît Cosnefroy (AG2R-Citroën) a ser o primeiro a atacar no km 2. Harry Sweeny (Lotto-Soudal) foi o seguinte (km 6), logo reunido por Davide Ballerini (Deceuninck-Quick Step), a quem se juntou  no topo da quota de Domancy, Pierre Latour (TotalEnergies) que continuou só antes de ser reunido por Dan Martin (Israel-Start Up-Nation) no km 20.

No km 24, outra dupla foi formada na frente por Sonny Colbrelli (Bahrain Victorious) e Anthony Perez (Cofidis), logo reforçados por Sergio Higuita (EF) e Fabien Doubey (TotalEnergies). Seis ciclistas assumiram a liderança antes do sprint intermédio em Praz-sur-Arly (km 32,7), onde Colbrelli precedeu Michael Matthews (BikeExchange), Julian Alaphilippe (Deceuninck-Quick Step), Dylan Teuns (Bahrain Victorious), Stefan Küng (Groupama-FDJ) e Chris Juul-Jensen (BikeExchange). No km 35, o grupo da frente passou a ter 43 ciclistas com uma vantagem de dois minutos sobre o pelotão de camisola amarela.

Mais à frente, Quintana, Woods, Higuita, Ben O’Connor (AG2R-Citroën) e Lucas Hamilton (BikeExchange) começaram a separar-se, quando Quintana partiu sozinho 2 km antes do cume. O trio líder fez a diferença em Cormet de Roselend (km 93,3) onde O’Connor estava praticamente na liderança da classificação geral.

O’Connor não conseguiu segurar o ritmo dos dois colombianos na difícil descida de Cormet de Roselend, altura em que a equipa dos Emirados Árabes Unidos acelerou o ritmo para defender a camisa amarela.

O’Connor foi sozinho com 17,5 km pela frente. Nos últimos 10km, os Ineos Grenadiers ditaram o ritmo do grupo em que Pogacar ficou sem nenhum sinal. A 4km do final, Carapaz atacou mas Pogacar responde e mostra mais uma vez que é de longe o mais forte dos favoritos.

Entretanto, Ruben Guerreiro (EF Education-NIPPO), aproveitou esta “peleja” para se enquadrar no grupo perseguidor, ainda que chegando a quase sete minutos do vencedor, mas ciente de que fez uma excelente corrida, ao chegar no 12º lugar.

Rui Costa (EAU) também andou muito melhor do que tem sido o histórico nestas nove etapas e guindou-se a um bom 37º lugar, a 17m49s do vencedor.

O australiano Ben O’Connor (AG2R Citroen), com 4h26m43, foi o vencedor, à frente dos italianos Mattia Cattano (Deceuninck-Quick-Step) e Sonny Colbrelli (Bahrain), respectivamente a 5m07s e a 5.34. Lugares seguintes para os franceses Guillaume Martin (Cofidis) e Franck Bonnamour (B&B Hotels), a 5m36s e 6m02s.

Na classificação geral, o esloveno Tadej Pogacar (EAU), manteve a liderança, somando 34h11m10s, seguindo-se o australiano Ben O’Connor (AGR2Citroen), a 2m01s; o colombiano Rigoberto Uran (EF Education-Nippo), a 5m18s; o dinamarquês Jonas Vingegaard (Cofidis), a 5m32s e o equatoriano Richard Carapaz (Ineos Grenadiers), a 5m33s, mudando por completo a classificação.

Ruben Guerreiro subiu do 46º para o 25º lugar, a 36m57s do primeiro, enquanto Rui Costa chegou ao 81º posto, a 1h15m51s.

Nos pontos, M. Cavendish (Deceuninck) continua a comandar, enquanto o colombiano Nairo Quintana (Arkea-Samsic) passou a liderar a Montanha. Tadej Pogacar (EAU) é também o melhor na Juventude e a Barhain Victorius manteve-se no comando da classificação geral por equipas.

Esta segunda-feira é dia de descanso, regressando os ciclistas à estrada na terça-feira, na 10ª etapa, ligando Albertville e Valence, numa distância longa (190,7 km), ainda com montanha mas muito mais “leve” do que a de hoje.

 

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.