Quinta-feira 24 de Setembro de 2229

Daniel Videira conquistou 13º Diploma para Portugal nos Jogos Paralímpicos Tóquio2020

CPP-JogosToquio-Videira-02-09-2021

CPP/ Carlos Alberto Matos

Daniel Videira conquistou, esta quinta-feira, o 13º diploma para Portugal nos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020, depois de se classificar no sexto lugar da final dos 400m livres S6 com o tempo de 5.24,92 minutos na prova realizada no Centro Aquático de Tóquio.

No final da prova e ao site do Comité Paralímpico de Portugal, realçou que “saio muito satisfeito pela minha exibição. A marca alcançada não foi a que pretendia, mas acho que consigo fazer melhor. Mas foi bom, um 6º lugar nos meus primeiros Jogos é sempre um resultado positivo. E é mais um diploma para Portugal, o que nos deixa bastante orgulhosos”.

No nono dia de competição dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 houve também boas notícias da Pista de Canoagem Sea Forest, porquanto Norberto Mourão venceu a segunda eliminatória dos 200m VL2 de canoagem com o tempo de 57,831 segundos, quarta melhor marca do agregado das duas eliminatórias, e assegurou o apuramento directo para a final a disputar no próximo sábado.

No mesmo local, Alex Santos foi terceiro na segunda eliminatória dos 200m KL2 com o sexto melhor tempo da geral (54,863 segundos) e vai disputar a semifinal da especialidade esta sexta-feira, pela 1h37 da madrugada (hora de Portugal).

No Autódromo Internacional de Fuji, Telmo Pinão classificou-se em 32º lugar na prova de ciclismo (em linha) de 79,2km das classes C1/C2/C3 com o tempo de 2.29.26 horas.

No Centro de Ginástica Ariake teve início a vertente colectiva com a fase de grupos do Boccia, com a equipa BC1/BC2 composta por Cristina Gonçalves, Abílio Valente, André Ramos e Nelson Fernandes a estrear-se com uma vitória por 9-2 sobre o Brasil, sendo mais tarde derrotada pelo Japão por 5-4.

CPP-JogosToquio-NorbertoMourão-02-09-2021

CPP/ Carlos Alberto Matos

O par BC4 de Manuel Cruz, Carla Oliveira e Pedro Clara cedeu perante o Canadá e a Eslováquia por 9-4 e 10-1, respectivamente.

No par BC3, Avelino Andrade, Ana Sofia Costa e José Carlos Macedo não conseguiram levar a melhor sobre Hong Kong e Brasil com os resultados a fixarem-se em 4-1 e 7-3.

A fase de grupos das vertentes colectivas de Boccia prossegue esta sexta-feira, com mais duas jornadas.

Ainda nesta quinta-feira, Beatriz Monteiro disputou a segunda jornada da fase de grupos de singulares SU5 de Badminton com a chinesa Qiuxia Yang e apesar da boa réplica acabou por ser derrotada por 2-0 (21-10 e 21-9).

A jovem atleta (15 anos) portuguesa discute, esta sexta-feira, a passagem aos quartos-de-final da competição contra Ritah Asiimwe (Uganda) às 06h40 de Portugal.

Para além das competições referidas, a participação portuguesa em Tóquio 2020, nesta sexta-feira, terá ainda Diogo Cancela nos 100m mariposa S8 às 01h40 horas (Natação), Cristiano Pereira e Sandro Baessa nos 1500m T20 às 02h14 horas (Atletismo), Marco Meneses nos 100m mariposa S11 às 02h52 horas (Natação), Ana Filipe e Cláudia Santos no salto em comprimento T20 às 11h00 horas e João Correia e Hélder Mestre na final dos 100m T51 às 12h52 horas (Atletismo).

No Medalheiro, o quinteto da frente mantém-se, ainda que com a China bem destacada na liderança, agora com 167 medalhas (77 de ouro, 46 de prata e 44 de bronze), seguida da República Popular da China, com 97 (32-23-42), da Grã-Bretanha, com 96 (34-27-35), da Ucrânia, com 84 (20-39-25) e dos Estados Unidos da América, com 80 (27-31-22).

Portugal encontra-se na última posição (grupo dos 75ºs) com mais cinco países.

Recorde-se que Portugal conquistou, até esta quinta-feira, uma medalha de bronze, através de Miguel Monteiro (lançamento do peso) e que alcançou 13 Diplomas, num resultado global que se considera muito positivo.

 

© 2229 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.