Sábado 24 de Setembro de 3549

Selecção de Voleibol na fase eliminatória do Europeu pela primeira vez

Voleibol-SeleccçãoSegueEuropeu-08-09-2021

FPV

A Selecção Nacional de Seniores Masculinos, ao vencer, esta quarta-feira, a Grécia, fez história ao conseguir, pela primeira vez, a qualificação para a fase eliminatória do Campeonato da Europa.

Nos oitavos-de-final do Campeonato da Europa 2021, a selecção orientada por Hugo Silva vai defrontar os Países Baixos, que venceram a Pool C, em jogo agendado para as 16h30 do próximo sábado, na Ergo Arena de Gdansk, na Polónia.

Se vencerem os holandeses, os portugueses defrontarão, nos quartos-de-final  (14 de Setembro, em Gdansk) o vencedor do jogo entre a Sérvia (2º do grupo A) e a Turquia (3º do grupo C).

Portugal assegurou a passagem à fase eliminatória ao garantir o 4º lugar na Pool A, após vencer por 3-1 (25-22, 24-26, 25-20 e 25-22), a Grécia, no último jogo da fase de grupos do EuroVolley.

A Selecção Nacional começou bem, embora tenha estado a perder por 19-21 numa altura crucial, tendo fechado o set com um bloco efectuado pelo rei dos blocos, Filip Cveticanin, que é o vice-líder do ranking do Europeu na posição de central.

No segundo set, Portugal liderou sempre o marcador até aos 22 pontos. Depois, a Grécia passou para a frente com um ataque de Athanasios Protopsaltis. A equipa de Hugo Silva ainda igualou aos 24 pontos, mas a formação helénica não deixou fugir o triunfo (26-24) que lhe dava alento para continuar a sonhar com a qualificação para os oitavos-de-final.

O sonho durou pouco… Apesar de ter começado melhor o terceiro parcial (8-6), a Grécia viu Portugal dar a volta ao jogo (16-15 e 21-18) e vencer por 25-20.

No quarto set, a Grécia pressionou, mas a turma das quinas não vacilou: igualou aos 19 pontos, com um bloco de Miguel Sinfrónio, e só parou no triunfo por 25-22, escrevendo mais uma página na história do Voleibol português ao conseguir ultrapassar pela primeira vez a fase de grupos de um Campeonato da Europa.

O grego Nikos Zoupani, Alexandre Ferreira e Hugo Gaspar, respectivamente com 23, 18 e 16 pontos, cotaram-se como os melhores pontuadores do jogo.

No final e ao site da FPV, o seleccionador nacional referiu que “primeiro de tudo, gostaria de pedir desculpa a alguma imprensa escrita que me criticou por não ter ganho à Polónia e à Sérvia. Fica desde já aqui o meu pedido, pois eu tinha mais que obrigação de ganhar a estas duas selecções…

“Depois, quero dizer que nós somos os artífices da nossa própria sorte e eu sou um sortudo por ter um grupo que me atura e vai acreditando no que a equipa técnica quer deles. É impressionante o que este grupo tem dado ao Voleibol nos últimos anos e, desafio atrás de desafio, estes jogadores vão conseguindo escrever o nome deles em letras bem grandes no Voleibol português!

“Não será justo pedir muito mais do que isto, mas inconformados como são, vão com tudo já no domingo e agora sonhando bem acordados que tudo é possível. Dedico esta passagem aos oitavos aos meus atletas e a toda estrutura da Federação Portuguesa de Voleibol pois foram eles os responsáveis por este momento incrível.

“Relativamente à selecção dos Países Baixos, o nosso próximo adversário é só o primeiro classificado de um grupo [Pool C] onde está a nossa conhecida Turquia e, ainda, a Rússia.

Vai ser um jogo muito, muito complicado mas a nossa Selecção já provou que mesmo com as nossas limitações, jogando no limite tudo é possível!”

© 3549 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.