Sexta-feira 04 de Dezembro de 1237

EDP Maratona de Lisboa e Luso Meia Maratona de regresso à estrada

 EDP Maratona de Lisboa LUSO Meia Maratona

DR

A EDP Maratona de Lisboa e a Luso Meia Maratona estão de regresso à estrada, depois de uma paragem forçada face à pandemia que caiu sobre o país – bem como em todo o mundo – gerando-se alguma expectativa quanto aos resultados que possam surgir na principal competição, disputada entre Cascais e a Praça do Comércio, com uma vista deslumbrante sobre o Rio Tejo.

Sem descanso, lutando sempre para que as duas competições voltassem ao padrão normalizado – ainda que desta vez depois de obtido o devido parecer da Direcção Geral da Saúde – este vai ser o primeiro teste para aquilatar da vontade dos milhares que se inscreverem, ainda assim algo longe dos que se verificaram em 2019 e, por outro lado, se analisar até que ponto este interregno influiu na redução de praticantes que ora se regista, sendo certa uma presença a rondar os 15.000 atletas nas três variantes: maratona (41.195 metros), Meia Maratona (21.097 metros) e Mini Maratona (8.000 metros).

A Meia Maratona e a Mini Maratona têm a partida marcada para as 10h30 sensivelmente a meio da Ponte Vasco da Gama, enquanto a Maratona terá início pelas 8 horas da manhã, em Cascais.

Como, aliás, salientou Carlos Móia, o presidente do Maratona Clube de Portugal, também ele está expectante quanto aos resultados finais destes eventos.

Atl-Maratona-Carlos Moia-15-10-2021

Carlos Moia EDP Maratona de Lisboa e LUSO Meia Maratona

As condições atmosféricas apontam para chuva ligeira, com uma temperatura do ar entre os 14 e os 24º, não se sabendo, nesta altura, em que período poderá surgir no horizonte, ainda que o calor não se faça sentir, o que será muito bom para a hipótese de bons resultados técnicos.

Na corrida mais longa, foi assegurada a presença do recordista da prova, o etíope Andualem Belay Shiferaw, que venceu em 2019 com o tempo de 2.06.00, tendo como principais adversários os compatriotas Dadi Yami Gemeda (2.05.41) e Girmay Birhanu Gebru (2.05.49).

Ricardo Ribas é o português com melhor referência.

Na prova feminina, realce para a queniana Agnes Jeruto Barsosio, com o registo pessoal de 2.25.20, tendo por perto a etíope Sechala Alasa Adugna (2.26.27) e a também queniana Jane Jelagat Seurey (2.26.29).

Na Meia Maratona, o mais categorizado é o queniano Shadrack Kimining (59.27), com o compatriota Isaac Kpsan Temoi por perto (59.44), surgindo depois o ugandês Maxwell Kortek Rotich (1.00.20).

Samuel Barata (Benfica) é o português mais sonante, à frente de Hermano Ferreira e Fernando Serrão (Sporting).

No lado feminino, o trio formado pelas etíopes Asnakesh Mengesha (1.07.04), Gete Teklemichael (1.08.23) e Tsigie Gebrerufal (30.06 aos 10.000 metros) encabeçam a lista das melhores concorrentes, onde também entram as portuguesas Sara Moreira (Sporting), Marisa Barros (1.09.41) e Solange jesus (1.15.39).

Ambas as provas terão transmissão directa (domingo) entre as 8 e as 11h30 horas, na RTP 1 e RTP Internacional.

De acordo com a organização, soube-se que todos os atletas de elite serão sujeitos ao controlo antidopagem.

 

© 1238 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.