Sábado 21 de Maio de 2022

Ouro e Bronze para Joana Santos e André Soares nos Jogos Surdolímpicos no Brasil

CPP-JogosSurdolimpicos2022-05-05 234524

CPP

Joana Santos deu a nota mais saliente na abertura das competições nos Jogos Surdolímpicos, que decorrem em Caxias do Sul (Brasil), ao conquistar a medalha de ouro, enquanto André Soares alcançou a segunda medalha (bronze) no dia seguinte.

Joana conquistou o ouro na modalidade de Judo, na categoria de -57kg, em competição realizada no Ginásio do Recreio da Juventude, em Caxias do Sul. A judoca (32 anos) venceu na final a coreana Hyeonah Lee com um wazari a 17 segundos do término do combate e assegurou o segundo título de campeã surdolímpica da carreira num total de quatro medalhas à sua conta, depois do ouro em Taipé 2009, a prata em Sófia 2013 e o bronze em Samsun 2017. O combate decisivo foi uma reedição da final do Campeonato do Mundo de judo para surdos de outubro de 2021 em que Joana Santos também foi a vencedora.

Depois de ter ganho, a judoca lusa salientou que “estou muito orgulhosa, é uma grande emoção conquistar este ouro. Esta medalha é fruto de muito esforço, de muito trabalho e tenho que agradecer ao meu treinador que é como um pai para mim. Foi uma final muito suada e muito sofrida, há muita gestão que tem que ser feita, estamos a competir com os melhores dos melhores, mas agora o ouro é nosso!”.

Joana chega a Portugal cerca das 10 horas da manhã desta sexta-feira (voo TP118).

A segunda medalha conquistada, no segundo dia de competição, pertenceu a André Soares com o bronze no contrarrelógio de ciclismo, realizado junto ao Santuário de Nossa Senhora do Caravaggio, em Farroupilha. O ciclista de 22 anos terminou o percurso de 30km em 48.03,529 minutos e assegurou a terceira posição numa prova em que o francês Theo Moreau foi o vencedor com o tempo de 47.01,963 minutos. João Marques foi o outro português em competição e terminou em 12.º lugar em 50.26,798 minutos.

CPP-Surdolimpicos2022Andre-05-05-2022

CPP

André referiu que “senti-me bem em todo o contrarrelógio, as pernas corresponderam bem na segunda parte da prova e consegui ter uma boa técnica e estou muito feliz por ter conquistado este resultado para Portugal”.

Tiago Neves foi o grande destaque ao ultrapassar as eliminatórias dos 100m mariposa com o sétimo melhor tempo que lhe valeu a passagem à final da especialidade onde, já na sessão da tarde, garantiu o 8.º lugar da geral com o tempo de 1.00,07 minutos e diploma surdolímpico.

O mesmo Tiago Neves foi 10.º classificado nos 50m bruços com o tempo de 31.89 segundos que é recorde nacional.

Miguel Cruz e Ricardo Belezas disputaram a fase preliminar dos 1500m livres e classificaram-se no 8.º e 9.º lugares com os tempos de 18.22,65 e 18.47,79 minutos, respectivamente. A prestação de Miguel Cruz valeu-lhe a passagem à final da especialidade a realizar esta sexta-feira.

Destaque ainda para a conquista de três diplomas surdolímpicos assegurados pela natação na estafeta 4x100m livres, nos 400m estilos por Miguel Cruz e nos 100m mariposa por Tiago Neves.

O terceiro dia de competições fechou com o sexto lugar de Miguel Cruz na final dos 400m estilos, prova realizada na Piscina Recreio Guarany, em Caxias do Sul. Depois de ter ultrapassado com sucesso as eliminatórias da manhã, o nadador percorreu a distância em 5.06,60 minutos e assegurou o segundo diploma para Portugal na competição.

Diogo Neves disputou os 100m livres e classificou-se no 27.º lugar com 01.03,96 minutos.

“Senti-me bem em todo o contrarrelógio, as pernas corresponderam bem na segunda parte do contrarrelógio, consegui ter uma boa técnica e estou super feliz por ter conquistado este resultado para Portugal”, revelou André Soares.

© 2022 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.