Terça-feira 04 de Março de 8087

Campeonato do Mundo Piscina Longa começa este domingo em Doha (Qatar)

Na competição de natação pura, que decorrerá a partir deste domingo e até a 18 deste mês, no Aspire Dome, Portugal está representado por nove nadadores, entre os quais Diogo Ribeiro, Camila Rebelo e Miguel Nascimento, três dos quatro portugueses que já garantiram mínimos para os Jogos na modalidade. 

Natação-MundalDoha-10-02-2024

FPNatação

Numa lista na qual não figura, devido a problemas físicos, João Costa – também apurado para Paris, constam ainda Ana Rodrigues, Francisca Martins, Mariana Cunha, Tamila Holub, Gabriel Lopes e Francisco Quintas, competição que será transmitida na RTP2 e RTP Live.

Para José Machado, diretor desportivo da Federação Portuguesa de Natação, “os Mundiais são a grande aposta da época até aos Jogos Olímpicos”, tendo especificado que “os grandes objetivos para estes campeonatos são obter as melhores classificações possíveis, a participação nas meias-finais é um objetivo assumido para a maior parte dos nadadores que vão estar presentes, e há o objetivo de conseguirmos apurar mais nadadores para os Jogos Olímpicos, meta que passa ainda por conseguir qualificar para os Jogos Olímpicos Paris’2024 as estafetas masculina e femininas de 4×100 metros estilos”.

Com quatro nadadores qualificados para Paris’2024, três dos quais integram o lote de nove convocados, José Machado admitiu “a ambição de conseguir qualificar sete nadadores para os Jogos Olímpicos, número que não inclui uma eventual presença da estafeta e que igualaria o de Tóquio’2020”.

Com Diogo Ribeiro entre os nadadores que vão competir em Doha, pouco mais de seis meses depois de ter sido medalha de prata na prova dos 50 metros mariposa nos Mundiais Fukuoka’2023, o responsável da FPN assumiu a “ambição de conseguir um lugar no pódio para o nadador do Benfica, considerando que obteve uma medalha na última edição dos Mundiais, sendo o único que pode aspirar a um pódio. Depois temos algumas participações que podem ser bem-sucedidas, que podem aspirar a classificações próximas dos oito primeiros».

A seleção é composta por:

- Ana Pinho Rodrigues (EDV) 50B, 100B

- Camila Rodrigues Rebelo (ALN) 50C, 100C, 200C

- Francisca Soares Martins (FOCA) 200L, 400L

- Mariana Pacheco Cunha (CNCE) 100M, 200M

- Tamila Hryhorivna Holub (SCB) 800L, 1500L

- Diogo Matos Ribeiro (SLB) 50L, 100L, 50M, 100M

- Gabriel José Lopes (ALN) 100C, 200E

- Francisco Robalo Quintas (SCP) 100B

- Miguel Duarte Nascimento (SLB) 50L

- Estafetas Masculinos e Femininos - 4x100E.

As semifinais – provas 50 a 200m – são da parte da tarde do dia das Eliminatórias e a Final à tarde do dia seguinte.

As provas de 400 – 800 e 1500 e as estafetas não têm semifinais e a final é na tarde do dia das eliminatórias.

O programa-horário dos portugueses é o que se apresenta:

11.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

400 Livres F – Francisca Martins

100 Mariposa F – Mariana Cunha

100 Bruços M – Francisco Quintas

50 Mariposa M – Diogo Ribeiro

12.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

1500 Livres F – Tamila Holub

100 Costas F – Camila Rebelo

100 Bruços F – Ana Pinho Rodrigues

100 Costas M – Gabriel Lopes

13.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

200 Livres F Francisca Martins

50 Bruços M – Francisco Quintas

14.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

50 Costas F – Camila Rebelo

200 Mariposa F – Mariana Cunha

100 Livres M – Diogo Ribeiro

200 Estilos M – Gabriel Lopes

15.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

100 Livres F – Francisca Martins

200 Bruços M – Gabriel Lopes

16.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

800 Livres F – Tamila Holub

200 Costas F – Camila Rebelo

50 Mariposa F – Mariana Cunha

50 Livres M – Diogo Ribeiro e Miguel Nascimento

100 Mariposa M – Diogo Ribeiro

17.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

50 Bruços F – Ana Pinho Rodrigues

18.02 – Eliminatórias 6.30AM Finais 4.00 PM

4×100 Estilos F – Camila Rebelo; Ana Pinho Rodrigues; Mariana Cunha; Francisca Martins

4×100 Estilos M – Gabriel Lopes; Francisco Quintas; Diogo Ribeiro; Miguel Nascimento.

 

Portugal 7º na estafeta mista

 

Portugal terminou em 7º lugar a estafeta mista de 4×1.500, com a equipa formada por

Mafalda Rosa, Angélica André, Diogo Cardoso e Tiago Campos concluíram em 7º lugar com o tempo de 1.05.05,70 horas.

A vitória foi disputada nos últimos metros entre Kyle Lee da Austrália (1.03.28,00 horas) e Dominico Acerenza da Itália com os australianos a superiorizarem-se por 20 centésimos de segundo. O bronze foi para a Hungria, 38 segundos depois. O quarto lugar foi para a Alemanha, seguida pelos EUA.

Portugal, com Tiago Campos, cedeu sobre a meta o sexto lugar por 20 centésimos para Logan Fontaine, da França (1.05.05,50). Depois de Portugal, no “top ten” terminaram: 8º Brasil, 9º Argentina e 10º Canadá.

No balanço que é possível fazer até hoje, a presença lusa foi excelente, pelo bronze da Angélica André nos 10 km. Algo que há uns anos não sonhávamos. Temos vindo cada vez mais a aproximarmo-nos dos pódios e conseguimos chegar a este nível que sabíamos muito difícil.

A Angélica apresentou-se muito bem e obteve este resultado histórico para as águas abertas, uma vaga olímpica, que permita abrir outras portas para mais resultados. O nosso objetivo de alcançar a segunda olímpica, que poderia surgir pela Mafalda Rosa ou pelo Tiago Campos não foi alcançado por muito pouco a mostrar que os nossos nadadores estão no topo. Relembramos que só havia 17 vagas. É uma prova muito restrita.

Em Doha estivemos, em termos médios, nas melhores classificações de sempre – na prova de 10 e 5 km e estafeta. O sector feminino tem conseguido lugar no primeiro terço da classificação pero do pelotão da frente. Em relação ao primeiro classificado, esta foi a nossa melhor classificação, mas perto dos lugares da frente, em provas muito rápidas.

 

© 8087 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.