Segunda-feira 22 de Julho de 2024

Benfica (feminino) e Sporting (masculino) os primeiros na fase de apuramento para os nacionais de pista

Atl-ApuramentoNacionaisPista-02-06-2024

FPA

As equipas do Benfica (feminino) e Sporting (masculino) venceram a fase de apuramento para as finais dos nacionais de clubes, na competição que decorreu em seis pistas: Lousada, Vagos, Lisboa, Faro, Ribeira Brava e Ponta Delgada.

Na competição masculina, a classificação final (ainda provisória) determinou que participem na final da primeira divisão as mesmas equipas do ano passado. Assim, Sporting (839 pontos), Vidigalense (735), Jardim da Serra (731,5), Água de Pena (723), Sporting de Braga (696) e

Estreito (689,5) podem juntar-se ao Benfica (campeão em 2023).

Numa final de mudança, em que valem as novas regras, com os dois últimos da primeira divisão a serem despromovidos para a segunda divisão, substituídos pelos dois primeiros da segunda divisão. Nesta segunda divisão, os dois últimos são substituídos pelos dois primeiros da terceira divisão. Esta divisão, em 2025, será constituída pelos dois últimos da segunda divisão em 2024 e por seis clubes que sairão de fase de apuramento em 2025.

Em femininos, destaque para a presença do Benfica (ausente em 2022 e 2023), que fechou o apuramento na primeira posição (684 pontos), seguido das equipas do Estreito (639,5), Jardim da Serra (617), Vidigalense (613,5) e Marítimo (573,5), que repetem a participação na primeira divisão relativamente ao ano passado, recebendo agora a companhia das formações do Água de Pena (576,5) e do Sporting de Braga (562), segundo e terceiro da II divisão no ano passado.

Competiram na primeira divisão em 2023 as equipas do Maia, Grecas e Eirense, que agora devem competir na divisão secundária.

No setor masculino, destaque para os lançamentos, com Ruben Antunes (Sporting) a lançar o martelo a 70,46 metros e Edujose Lima (Sporting) alcançou os 56,28 metros no disco; enquanto nos saltos, em altura, três atletas passaram os 2,09 metros: Nelson Pinto (Jardim da Serra), Gonçalo Veloso (AC Póvoa de Varzim) e Ailton Fernandes (Água de Pena).

Nas corridas, Rafael Jorge (Água de Pena) registou 21,36 segundos nos 200 metros, enquanto Gabriel Maia (Jardim da Serra) correu em 21,39 segundos. Nas provas de 3000 metros, Rogério Amaral (Sobral de Ceira) venceu os planos com 8m07s57”, e Leandro Monteiro (Sporting) venceu a de obstáculos em 8.49,22 (recorde pessoal).

Nas provas femininas, em Lousada, Mariana Machado (Sporting de Braga) triunfou nos 3000 metros em 9m48s22”, à frente de Joana Soares (Jardim da Serra) que cortou a meta em 9.48,77. Nos 800 metros, Inês Cruz (Estreito) correu em 2.08,79 (recorde pessoal), Camila Gomes (SC Braga) em 2.09,30, e Mara Rodrigues (SL Benfica) correu em 2.09,38 (recorde pessoal).

Nos 100 m barreiras, Catarina Karas (Jardim da Serra) fez 13,51 segundos; no lançamento do peso, Eliana Bandeira (SL Benfica) alcançou os 18,00 metros; enquanto no salto com vara, a brasileira Juliana Campos (JOMA) passou os 4,00 metros.

Neste apuramento competiram 41 equipas masculinas e 34 equipas femininas. Resultados completos no portal FPA competições.

Europeu de Off Road

Entretanto, terminaram os Campeonatos da Europa Off Road, com as provas Up&Down, nas quais participaram cinco portugueses, quatro atletas masculinos e uma atleta feminina.

Rui Teixeira, na 31ª posição, foi o melhor português em prova, terminando o percurso de 16 km em 1h17m56s. Ricardo Fonseca, Carlos Lopes e José Fonseca foram os portugueses seguintes a cortar a meta, respetivamente na 39ª, 41ª e 55ª posições. Venceu a competição o suíço Roberto Delorenzi, com o tempo de 1h11m28s.

Do lado feminino, a representante nacional, Cátia Mendes, classificou-se na 41.ª posição, em 1h39m09s, de uma prova ganha pela alemã Nina Engelhard, com o tempo de 1h22m44s.

© 2024 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.