Terça-feira 23 de Julho de 2024

Alemanha garantiu presença nos oitavos de final do Europeu de Futebol

Ao vencer a Hungria (2-0) e somar 6 pontos (duas vitórias), a formação do país organizador garantiu, desde já, a presença nos oitavos de final do Europeu’2024, confirmando o que se esperava para poder chegar à final, candidata como é, pelo menos até ver.

alem vs hungria 19 junh

UEFA EURO 2024

Num encontro em que dominou por completo (70/30% de posse de bola na origem dos 19-11 remates – dos quais 7-4 para a baliza), a Alemanha não encontrou grande resistência por parte dos húngaros, depois que (22’) Musiala abriu o marcador, confortado posteriormente (67’) por mais um golo obtido por Gundogan, suficientes para vencer, afinal objetivo principal.

No outro encontro deste grupo A, a Escócia e a Suíça empataram (1-1), tendo os escoceses aberto o marcador (13’), através de um golo da autoria de McTominay, com os homens dos queijos a empatar pouco depois (26’), numa partida em que os suíços tiveram ligeira supremacia – 53/47% na posse de bola e mais remates (4-3) para a baliza – com a Escócia a ter mais remates (12-11).

A Suíça dominou ainda o número de passes (419-374) com uma melhor percentagem (81/77%) na precisão do passe, características que acabaram por influir no resultado, porquanto o terceiro jogo ditará quem seguirá para os oitavos de final, até onde durará a dúvida sobre o comportamento da Hungria, a +única com zero pontos.

No grupo B, a Croácia e a Albânia empataram (2-2) e nada adiantaram, porquanto apenas tem um ponto, num encontro em que os croatas foram superiores em todos os parâmetros e onde a grande figura foi o albanês Gjasula, que marcou dois golos, mas nas duas balizas.

Surpresa das surpresas, foi a Albânia a marcar primeiro (recorde-se que perdeu apenas por 2-1 com a Itália, na primeira ronda), com Laci a abrir o ativo (11’). Resultado que se manteve até ao intervalo.

No segundo tempo e ainda que sempre “por cima” os croatas não conseguiam “furar” a defesa albanesa, o que só aconteceu (74’) quando Kramaric empatou. Aproveitando a euforia e a “distrofia” dos albaneses, a Croácia chegou ao 2-1 com um autogolo de Gjasula, quiçá a repor a verdade do jogo, que os croatas dominavam (67/33% de posse de bola, 22-15 em remates, dos quais 10-7 para a baliza).

Mas como era preciso recuperar e a Albânia não se “encostou” às boxes, foi Gjasula a marcar (90+5’) o golo do empate, numa altura em que os croatas estavam a comemorar o triunfo e, lógico, o apuramento para a fase seguinte. O sonho ficou adiado para a última ronda para ver quem será apurado.

Até ao momento, cumpridos que estão 15 jogos, de registar que ainda não houve cartões vermelhos, o que é um bom sinal. Mas para a terceira ronda (semana que vem), quando da decisão dos apurados, o ambiente por certo vai “aquecer” e ver-se-á quem tem a “cabeça fria”.

Nesta quinta-feira, o Espanha-Itália fecha (20h) a segunda ronda do grupo B, num encontro que é decisivo, se bem que sem perigo iminente.

No grupo C, o Eslovénia-Sérvia (14h) abre a segunda jornada, seguindo-se o Dinamarca-Inglaterra (17h), dois jogos em que se pode clarificar a posição das equipas intervenientes.

 

© 2024 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.