Quarta-feira 28 de Outubro de 2020

Yazaldes soberbo em Madrid

yazaldenacismento

DR – FPA

Com uma corrida brilhante, Yazaldes Nascimento obteve o mínimo para o mundial de Tóquio ao fazer 10,16 nos 100 metros, também o terceiro melhor resultado de sempre do atletismo nacional.

O feito foi alcançado no decorrer do meeting este sábado realizado em Madrid (Espanha), com o atleta do Benfica a ficar no 6º lugar, no triunfo do norte-americano Michael Rodgers, com 9,98.

Nas eliminatórias, Yazaldes fez 10.26 (v:+1.3 m/s) e na mesma corrida Edi Sousa foi sexto com 10.58.

Por seu lado, Francis Obikwelu foi terceiro na segunda das corridas com 10.34 (v:+1.1 m/s), a sua melhor marca em 2015 e Ricardo Monteiro quinto com 10.64. Na terceira das corridas Arnaldo Abrantes foi sexto classificado com 10.50 (v:+1.5 m/s).

No Triplo Salto, Susana Costa foi terceira classificada com um novo recorde pessoal de 14.32 metros (v:+1.9 m/s), registando ainda um ensaio válido acima dos 14 metros (14.09 com o vento a 1.2 m/s). Ainda no triplo, Patrícia Mamona está a voltar à boa melhor forma, depois da lesão que a afectou, e foi quinta classificada com 14.05 metros (v:+1.9 m/s).

No salto com Vara, Edi Maia foi oitavo classificado com 5.45 metros, fasquia que transpôs ao terceiro ensaio, tentando depois sem sucesso 5.65 metros.

No peso e antes da sua estreia na Liga Diamante, participa no Mónaco no próximo sábado, Tsanko Arnaudov foi sexto com 18.82 metros.

Por seu lado, o quarteto composto por Edi Sousa, Francis Obikwelu, Arnaldo Abrantes e Yazaldes Nascimento, venceu a prova de 4×100 metros com 38.94 segundos, a terceira melhor marca portuguesa de todos os tempos, depois do recorde nacional conseguido nas eliminatórias do europeu de Zurique em 2014, 38.79 segundos, e dos 38.88 segundos conseguidos na final do Europeu de Barcelona em 2010.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.