Quinta-feira 03 de Dezembro de 2020

Nadadores lusos a caminho do Rio’2016

Natação-Tela-22-7-16

DR

Na presença dos presidentes dos Comités Olímpico e Paralímpico de Portugal e do representante da Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto, António José Silva, presidente da Federação Portuguesa de Natação teve oportunidade de, entre outras coisas, se referir ao mérito que os nadadores lusos tiveram em conseguir fluir para os Jogos do Rio’2016.

Antes da apresentação dos nadadores, António José Silva, presidente da Federação Portuguesa de Natação, evocou o “mérito e dedicação” dos nadadores que garantiram o passaporte para o Rio de Janeiro.

“É um orgulho estar aqui nesta apresentação. Sem a cooperação e convergência das diversas entidades não seria possível a obtenção das marcas que permitiram a presença destes atletas nos Jogos e, pela primeira vez, foi feita uma apresentação conjunta dos olímpicos e paralímpicos, no âmbito da inclusão e equidade”, concluiu o líder federativo.

O Director Técnico Nacional, José Machado, enalteceu o “atestado de rigor que foi imposto na escolha desta selecção de nadadores”, salientando a presença no Rio2016 de “três nadadores com os mínimos A”, contra “apenas um em Londres2012”.

Os nadadores que seguirão a curto praz o para o Rio de Janeiro são Diogo Carvalho (Galitos), Alexis Santos (Sporting), Victória Kaminskaya (Estrelas S. João de Brito), Tamila Holub (Sp. Braga) e Vânia Neves (Fluvial Portuense), a que se juntam os paralímpicos David Grachat (Gesloures), Nelson Lopes (Colégio Vasco da Gama), Joana Calado (Sporting) e Simone Fragoso (Sporting).

Após a apresentação dos nadadores portugueses para o Rio’2016 foi apresentada a obra de Mário Vitória: “O espirito Olímpico na Natação: os atletas, a força, a superação dos limites e o sentido de vitória foram os ingredientes essenciais para esta obra”, espelhada numa tela bela e bem pintada muito a propósito de Portugal e do Brasil e da primeira organização por parte de um país de língua portuguesa, o que é um orgulho para os milhões que falam português.

Natação-AtletasJO-22-7-16

DR

Numa forma simples, todos os atletas afirmaram que vão tentar o possível para atingir os patamares mais elevados.

Entretanto, a Federação Portuguesa de Natação homenageou, no decorrer do Campeonato Nacional de Juvenis e Absolutos de Portugal – OPEN no Jamor, os nadadores, treinadores e clubes medalhados nos Europeus 2016 de natação adaptada, absolutos e juniores:

David Grachat – Carlos Mota; GESLOURES

Alexis Santos- Carlos Cruchinho; SCP

Tamila Holub – Luís Cameira; SCB

 

rio-2016Nadadores Portugueses nos Jogos Olímpicos Rio 2016

 

Diogo Carvalho

Idade: 27 anos, 26 de Março de 1988​

Prova: 200 estilos

Treinador: Élio Terrível

Clube: Galitos de Aveiro

Jogos Olímpicos: Pequim 2008 e Londres 2012, 18º lugar 200 estilos, em ambas as provas.

Mínimos para Rio 2016.

Medalha de bronze nos Europeus piscina curta (25 metros) 2013 Herning, na Dinamarca e 2015 Netanya, Israel.

Londres 2016: quinto lugar na final dos 200 metros estilos.

Alexis Santos

Idade: 24 anos, 23 de março de 1992

Prova: 200 estilos

Treinador: Carlos Cruchinho

Clube: Sporting

Bronze nos 200 estilos do Europeu Londres 2016.

Oitavo lugar nos 200 estilos do Europeu de piscina curta em Netanya, Israel 2015.

8º lugar nos 200 metros estilos e o 7º nos 400m nos Europeus de Berlim, em 2014.

Medalhas de bronze no Euro Meet nos 200 e 400 estilos.

Victória Kaminskaya

Idade: 20 anos, 1995

Prova: 400 estilos

Treinador: Aurélien Gabert

Clube: Estrelas S. João de Brito

Mínimos para o Rio 2016 nos 200 estilos.

Europeu Berlin 2013 – Semi-Finalista 200 Estilos

Tamila Holub

Idade: 17 anos, 1999

Prova : 800 livres

Treinador: Luís Cameira

Clube: Sporting de Braga

Campeã da Europa, na prova dos 1500m livres, no Campeonato da Europa de Juniores – Hungria 2016

Vice-Campeã da Europa, na prova dos 800m livres, no Campeonato da Europa de Juniores – Hungria 2016

Vânia Neves

Prova: 10 km águas abertas

Treinador: Rui Borges

Clube: Fluvial Portuense

 

Nadadores Portugueses nos Jogos Paralímpicos Rio 2016

 

David Grachat

Idade: 29 anos, 21 de janeiro de 1987​

Prova: 50 100 e 400 livres

Treinador: Carlos Mota

Clube: Gesloures

Jogos Paralímpicos: Pequim 2008 e Londres 2012. Mínimos para o Rio 2016.

Medalha de bronze nas provas dos 100m livres e 400 livres      no Campeonato da Europa, Funchal 2016

Medalha de Bronze no Campeonato do Mundo, Glasgow 2015

Medalha de Bronze no Campeonato da Europa, Eindhoven 2014

Campeonato do Mundo, sexto na final dos 50 metros livres em Montreal 2013.

Dois recordes Europeus nos 100 e 50m livres. Vice-Campeão Europeu nos 400m livres e medalha de Bronze nos 100m livres no campeonato da Europa 2009.

 

Nelson Lopes

Idade: 38 anos, 16 de Março de 1978​

Prova: 50 costas e 200 livres

Treinador: Edgar Andrade

Clube: Colégio Vasco da Gama

Participou nos Jogos Paralímpicos de Sydney 2000, Atenas 2004 e Pequim 2008.

Mínimo para o Rio 2016.

Joana Calado

Idade: 24 anos, 10 de Setembro de 1992

Prova: 100 bruços

Treinador: Rui Gama

Clube: Sporting

Clube: Sporting Clube de Portugal

Treinador: Rui Gama

Jogos Paralímpicos: Pequim 2008: Quinta posição a final dos 100 metros bruços SB8.

Mínimos para o Rio 2016.

Simone Fragoso

Idade: 35 anos, 29 de Agosto de 1980

Prova: 50, 100 livres, 50 costas, 50 mariposa e 200 estilos

Treinador: Rui Gama

Clube: Sporting

Jogos Paralímpicos: Pequim 2008 e Londres 2012: Sétima na final dos 50 metros livres.

Mínimos para o Rio 2016

50 metros mariposa (S5), 10.º tempo das eliminatórias

David Grachat conquistou a medalha de bronze nos 400 metros livres S9, depois de ter arrecadado, também o bronze, nos 100 metros livres S9 no IPC Europeu Funchal 2016.

Em Londres 2016, Alexis Santos foi 3.º na final de 200 metros estilos. Um dia histórico para a natação portuguesa, que desde 1985 não trazia uma medalha de Europeus de piscina longa (50 metros).

No Europeu de juniores da modalidade, na Hungria, Tamila Holub  destacou-se nos 1500 metros livres. A bracarense conquistou a primeira medalha de ouro portuguesa, em natação, dos últimos 21 anos.

Nestes Europeus, na Hungria, Tamila consegui antes a medalha de prata nos 800 livres. Bateu ainda o recorde nacional Júnior nos 400 livres.

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.