Domingo 23 de Fevereiro de 2020

Ezequerra levou Sporting/Tavira à primeira vitória no Oeste

Chegada_vencedor_Etapa8O espanhol Jesus Ezquerra conseguiu colocar o Sporting, pela primeira vez, na liderança de uma das etapas da 78ª Volta a Portugal Santander Totta , ao vencer a realizada esta sexta-feira, entre a Nazaré e Arruda dos Vinhos.

Na que foi a mais longa etapa (208,5 km) – e com um precalço a 10 km do final por erro de alguns ciclistas, que obrigou a parar a corrida – o Sporting viu as suas cores no a chegar em primeiro lugar, no que foi um prémio, ainda que curto para os objectivos traçados.

O dia mais longo na Volta’2016 foi um dia de estreias. Com o Oceano Atlântico a servir de cenário, o Sítio da Nazaré recebeu, em festa, a partida desta 8ª etapa, com os 120 corredores que alinharam e que tiveram pela frente uma viagem pela região Oeste, até à chegada em Arruda dos Vinhos.

Com pouco mais de uma dezena de quilómetros percorridos, sete homens saíram do pelotão mas na subida à Serra de Montejunto, Prémio de Montanha de 2ª categoria, um deles ficou pelo caminho restando na frente um sexteto que chegou a ter 10 minutos de vantagem. Quando o pelotão seguia, já em ritmo de quem ia alcançar os fugitivos, aconteceu o inesperado e por alguns minutos a corrida esteve neutralizada.

A tirada ficou marcada por uma neutralização devido a engano do pelotão a 10km da chegada. Numa rotunda com direcção de percurso correctamente assinalado, o grupo que fazia a perseguição a uma fuga de seis elementos, com vantagem de quase sete minutos, optou por virar à esquerda quando deveria ter seguido em frente. Para repor a verdade desportiva, o Colégio de Comissários decidiu parar a prova. Depois de analisadas as diferenças de tempo entre a frente da corrida e o pelotão, e com todos no trajecto correto, foi dada uma nova partida respeitando os tempos antes do engano de percurso.

Na frente, o homem do dia, Jesus Ezquerra, sacudiu a fuga a 6km da meta e saiu à procura da vitória em Arruda dos Vinhos. A missão foi cumprida com 15 segundos de vantagem sobre Samuel Caldeira (W52-FC Porto) que, pelo segundo dia consecutivo, foi segundo classificado.

Ao ganhar em Arruda dos Vinhos, e numa etapa toda ela percorrida na região de onde era natural Joaquim Agostinho, Jesus Ezquerra deu aos leões a primeira vitória desde o regresso ao ciclismo.

No final da prova, Ezquerra salientou que “a equipa tem sofrido muito com as coisas que se têm dito. A vitória acabou por chegar. Todos sofremos por já não podermos ganhar a Volta. Espero que este triunfo sirva para todos os sportinguistas e tavirenses”, acrescentando ainda “se sei quem foi Agostinho? Claro que sim! É uma referência que já conhecia e que aprendi a respeitar, ainda mais, depois de vir para o Sporting.”

Mas quem é Jesus Ezquerra?

Nasceu a 30 de Novembro de 1990. Este espanhol de 25 anos tornou-se profissional, em 2012, na equipa Leopard-Trek, onde ficou duas temporadas. Em 2013 participou, pela primeira vez, na Volta a Portugal. A polaca Active Jet foi a equipa seguinte de Ezquerra em 2014 e 2015, até integrar no início desta temporada o Sporting-Tavira. Esta sexta-feira concretizou, em Arruda dos Vinhos, a primeira vitória enquanto profissional.

Esta antepenúltima etapa não teve consequências significativas na classificação geral, porque se mantiveram inalterados os primeiros lugares.

Rui Vinhas (W52-FC Porto) segue com Camisola Amarela Santander Totta, com a mesma vantagem para o segundo classificado, Gustavo Veloso que está a 2’ 25’’. Daniel Silva (Rádio Popular-Boavista) surge depois a 2’ 53’’. Apesar de não ter pontuado, Ramiro Diaz é já considerado o virtual líder dos trepadores. O colombiano da Funvic-Soul Cycles apenas tem de chegar a Lisboa no domingo para garantir a Camisola Azul Liberty Seguros.

No regresso ao Alentejo, a 9ª e penúltima etapa tem a partida marcada para Alcácer do Sal, às 12h45. O pelotão irá passar ainda em Montemor-o-Novo e Vendas Novas, para depois seguir até Setúbal onde vão terminar os 176,1km da tirada, estando a chegada prevista para as 17h20.

Antes de chegar à Avenida Luísa Todi, na Cidade Europeia do Desporto 2016, haverá a passagem pela emblemática Serra da Arrábida, num percurso que sofreu alterações, devido a condições de segurança. A abordagem ao alto da Serra será efectuada pelo Convento da Arrábida onde estará a última contagem de montanha da Volta 2016.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.