Terça-feira 02 de Junho de 2020

Samuel Barata e Salomé Rocha campeões nacionais de estrada em Lisboa

© Marcelino Almeida

© Marcelino Almeida

O benfiquista Samuel Barata e a sportinguista Carla Salomé Rocha sagraram-se, este sábado, campeões nacionais de estrada na prova disputada no Jamor, vencendo sem dificuldades de maior num percurso que não foi fácil mas que conferiram os primeiros títulos da época 2019/2020.

Barata completou os 10 km no tempo de 29.31, suplantando o bracarense Luís Saraiva (29.39) e o seu companheiro de equipa Rui Pinto (29.43). Seguiram-se Nuno Lopes (Ind), Bruno Batista (Clube de Natação Rio Maior) e Fernando Serrão (Sporting), respectivamente com 29.44, 29.46 e 29.50.

No final da prova, Samuel Barata salientou que “sabia que estava bem, porque vinha de duas provas muito boas. Fiz a preparação para a maratona de Valência, que apesar de me ter corrido mal deixou os efeitos do treino. Portanto, só tive de me concentrar e trabalhar psicologicamente”, disse o atleta do Benfica, depois da vitória no Complexo Desportivo do Jamor, adiantando que os 10 quilómetros que compõem o percurso são “muito difíceis, tácticos e com muita gente que quer ganhar”.

O Benfica conquistou o título colectivo, fechando a equipa com 30 pontos (quatro atletas), à frente do Sporting de Braga (50) e do Sporting (56).

No Escalão de sub20 o vencedor foi Pedro Saldanha (Sporting), com 31.12, enquanto por equipas o Sporting foi o primeiro.

Nos sub23, triunfo para Alexandre Figueiredo (Benfica), com 30.10.

© Marcelino Almeida

© Marcelino Almeida

Na elite feminina, Carla Salomé Rocha conseguiu o seu primeiro título de campeã nacional e disse tratar-se de um momento “especial”, frisando que “é o primeiro título nacional de estrada e tem sempre um sabor especial”, começou por dizer a atleta do Sporting, que explicou que foi fundamental a companhia das colegas leoninas, Ana Catarina Ribeiro e Jéssica Augusto, e que no final a sorte acabou por lhe sorrir.

Para 2020, a atleta do Sporting espera que este triunfo possa ser o vaticínio de um ano de sucessos, tendo os Jogos Olímpicos Tóquio2020 como objectivo maior.

“Eu e o meu treinador costumamos traçar um objectivo de cada vez, mas estamos em ano de Jogos, tenho mínimos na maratona, e quero marcar presença. No entanto, sabemos que temos grandes atletas nacionais e vamos todas tentar lutar por uma presença em Tóquio”.

Carla completou os 10 km no tempo de 32.48, à frente de Jéssica Augusto (Sporting), com 33.15 e de Catarina Ribeiro (Sporting), com 33.26, tendo o Sporting contado ainda com o 4º lugar de Ana Mafalda Ferreira (34.13) para conquistar o título colectivo, à frente do Desportivo de Águeda e do Sporting de Braga.

Nos sub20, venceu Cátia Pereira (Sporting, clube que também conquistou o título colectivo), com 38.45 e, nos sub23, triunfou Manuela Martins (Maratona Clube de Portugal), com 35.53.

© Marcelino Almeida

© Marcelino Almeida

© Marcelino Almeida

© Marcelino Almeida

Na Corrida com os Campeões (prova aberta na mesma distância), o vencedor foi o triatleta Alexandre Nobre (31.18), atleta que vai regressar ao Benfica na modalidade de Triatlo.

No sector feminino, vitória para Carla Ribeiro (GFD Running).

Completaram a prova 1.107 atletas.

Entretanto, o benfiquista Gerson Baldé bateu, também este sábado, nas instalações do CAR do Jamor, o recorde nacional de pista coberta, na categoria de sub23, ao saltar 2,21 (depois de ter conseguido antes 2,18), quatro centímetros acima dos 2,17 obtidos por Tiago Pereira e Paulo Conceição (também do Benfica) no ano de 2015.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.