Terça-feira 31 de Março de 2020

Benfica e Sporting campeões nos nacionais de pista coberta

Atl-CampeãsPCoberta-23-02-20As formações do Benfica (masculina) e do Sporting (feminina) revalidaram, este domingo, os títulos de campeões nacionais de pista coberta, que se efectuaram no Altice Fórum, em Braga.

Na segunda jornada, o Benfica não deu qualquer oportunidade ao Sporting, vencendo todas as provas masculinas, mesmo aquelas em que detinha menor favoritismo, traduzindo-se a vantagem em 11 pontos, com os benfiquistas a somarem 101 pontos e os sportinguistas a chegarem aos 90 pontos.

A equipa do Sporting de Braga terminou no terceiro lugar do pódio (54 pontos), mais três que o Juventude Vidigalense, que após percalço com o testemunho na estafeta de 4×400 metros acabou por fazer uma corrida solitária, garantindo o quarto lugar, à frente do CA Seia.

Em femininos, a formação do Sporting demonstrou a sua hegemonia e só perdeu uma das provas da segunda jornada (os 3000 metros, para o Sporting de Braga, através da inevitável Mariana Machado). Assim, somou mais 18 pontos que a equipa do Sporting de Braga, também ela demasiado forte para as restantes adversárias, com o Juventude Vidigalense também a subir ao pódio, o que acontece pelo oitavo ano consecutivo.

Individualmente, Pedro Pablo Pichardo, com 17 metros no triplo-salto, Tsanko Arnaudov, com 20,59 no peso e João Oliveira (7,87 nos 60 m barreiras) foram os atletas com melhores marcas neste dia, a que se acrescenta a equipa de estafeta (feminina) de 4×400 metros do Sporting, que ficou perto do recorde nacional desta estafeta.

Vencedores masculinos: 800 m – Isaac Nader (Benfica), 1.52,80; 3000 m – Samuel Barata (Benfica), 8.09,68; 60 m barreiras – João Vitor Oliveira (Benfica), 7.87; Triplo – Pedro Pablo Pichardo (Benfica), 17,00; Peso (7,260 kg) – Tsanko Arnaudov (Benfica), 20,59; 4×400 m – Benfica, 3:15,09.

Classificação final: Benfica, 101 pontos; Sporting, 90; Sporting Braga, 54; Juventude Vidigalense, 51; CA Seia, 46; Grecas, 45; Jardim de Serra, 41; Maia AC, 40.

Vencedores femininos: 800 m – Claudia Bobocea (Sporting), 2:06.51; 3000 m – Mariana Machado (Sporting Braga), 9.19,05; 60 m barreiras – Olímpia Barbosa (Sporting), 8.44; Vara – Marta Onofre (Sporting), 4.20; Triplo – Patrícia Mamona (SCP), 13,86; Peso – Auriol Dongmo (Sporting), 18,08; 4×400 m – Sporting, 3:37.70

Classificação final: Sporting, 100 pontos; Sporting Braga, 82; J. Vidigalense, 66; Jardim Serra, 57.5; Água de Pena, 52; GRECAS, 40; GA Fátima, 37; Póvoa de Varzim, 29,5.

Entretanto, o Grupo Recreativo Eirense (feminino) e Casa do Benfica de Faro (masculino), sagraram-se campeões nacionais da II divisão em pista coberta, uma competição que decorreu no mesmo local.

A competição feminina foi muito competitiva, com a formação do Eirense (Coimbra), triunfante no triplo e 4×400 metros, a vencer (no que foi uma estreia absoluta) com mais um ponto e meio que o Maia, que conseguiu três triunfos individuais (800 m, 3000 m e salto com vara) na segunda jornada e superou o Senhora do Desterro (Guarda) também por um ponto e meio! Fora do pódio por 5,5 pontos ficou o Oliveira do Douro.

Na competição masculina, a luta pelo título também durou de princípio a fim, mas a Casa do Benfica de Faro confirmou o favoritismo e conquistou o segundo título consecutivo (terceiro na história da competição) com mais 4,5 pontos que a equipa de Água de Pena, que somou 63 pontos, mais um ponto e meio que a Associação 20 Km de Almeirim.

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.