Quarta-feira 09 de Maio de 4306

Leandro Ramos bateu o recorde nacional do lançamento do dardo

dardo_atletismoLeandro Ramos (Benfica), fez história em Vagos, este sábado, ao lançar o dardo a 80,81 metros, batendo o recorde nacional da disciplina, que já lhe pertencia desde Fevereiro (78,44 metros), no que foi o primeiro a conseguir, pela primeira vez, lançar o engenho acima dos 80 metros.

No final da competição, Leandro salientou ao site da FPA, que “bater o recorde nacional com uma marca acima dos 80 metros era algo que desejava há muito tempo. E tornar-me no primeiro português a fazê-lo foi algo que me fez sentir uma carga de energia louca”, acrescentando que “sei que vou conseguir melhorar esta marca”.

Carlos Tribuna, técnico do atleta, referiu que “no ano passado, depois de ultrapassarmos os 78 metros, fomos muitos regulares acima dos 75 metros. Não aconteceu no ano passado a marca, mas surgiu agora. É preciso dizer que 80 metros nem os melhores, os que já ultrapassaram os 90 metros, conseguem fazer todos os dias.”

O recordista nacional do lançamento do dardo tem agora o foco apontado para a Taça da Europa de Lançamentos, que se realiza a 8 e 9 de Maio, em Split (Croácia). Além da melhoria desta marca histórica, atleta e treinador acreditam na conquista de uma medalha. “Com outra marca dentro deste nível, Leandro pode almejar uma medalha e se isso acontecer já temos o nosso objectivo nesta competição super-cumprido”, adiantou ainda Carlos Tribuna.

Entretanto, também este sábado, realizou-se no Jamor, numa organização da Federação Portuguesa de Atletismo com a Associação de Atletismo de Lisboa, as provas de observação integradas no plano de preparação e selecção para os Campeonatos da Europa de Nações – Superliga, que se realizam a 29 e 30 de Maio, no Silesian Stadium, em Chorzów (Polónia).

Em destaque estiveram os atletas Mauro Pereira, do Centro Popular de Trabalhadores de Sobral de Ceira, que venceu os 400 metros com 46,41 segundos, recorde pessoal e melhor marca da época na distância, e Delvis Santos (Benfica), com as vitórias nos 100 metros (10,66) e nos 200 (20,78) recorde pessoal e melhor marca nacional da temporada. Também o segundo classificado, Frederico Curvelo (Benfica), melhorou também o registo pessoal nos 200 metros, ao concluir com 21,21.

Diogo Mestre (ADRAP), ganhou os 400 metros barreiras, com 51,90, enquanto Francisco Fernandes (Casa do Benfica de Faro), foi o melhor no lançamento do dardo, com 61,01 e Diogo Prudêncio (Benfica), ganhou o salto em comprimento, com 5,79 metros. O salto com vara foi ganho por Diogo Ferreira, com 5,15.

No lado feminino, destaque para Dorothé Évora (Sporting), que se classificou em segundo lugar na prova de 400 metros, com 54, 96, a melhor marca na distância nesta época, que em 2018 integrou a equipa nacional na estafeta 4×400 metros, que venceu os Campeonatos da Europa de Nações, e colocou Portugal na Superliga. A prova de 400 metros femininos foi ganha pela britânica Lily Beckford, com o tempo de 53,55.

As britânicas estiveram também em destaque nas provas de 100 e 200 metros, embora a primeira tenha sido ganha pela equatoriana Gabriela Suare (Benfica), com 11,70 segundos. As britânicas Ama Pipi e Bianca Williams classificaram-se, respectivamente, em segundo e terceiro lugares, com 11,75 e 11,90.

Pipi e Suarez trocaram de posições na prova de 200 metros, com a primeira a concluir a prova em 23,33 e a segunda em 23,39 segundos.

Vera Barbosa (Sporting), venceu os 400 metros barreiras com 57,75 segundos., enquanto Jéssica Inchude (Sporting) venceu o lançamento do peso, com 17,39 metros. Marlene Araújo (Sporting de Braga), venceu o lançamento do dardo, com 37,82 metros e Marta Onofre (Sporting) foi a melhor no salto com vara, com 3,95.

 

© 4306 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.