Sexta-feira 06 de Agosto de 2021

Montanhas e chuva levaram a mudança de comandantes e Guerreiro melhorou no Tour de France

© A.S.O.

© A.S.O.

Dylan Teuns venceu no Le Grand Bornand no final de uma etapa (8ª) dominada pela chuva, com o belga a superiorizar-se a toda a gente e chegar isolado à meta após pouco mais de 150 km, na corrida que teve início em Oyonnax.

O esloveno Tadej Pogacar superou todos os outros favoritos e chegou à liderança da classificação geral.

Com 177 ciclistas na linha de partida, Wout Poels (Bahrain Victorious) saiu do grupo no segundo quilómetro de corrida, tendo conquistado alguma vantagem aos principais, como Geraint Thomas (Ineos Grenadiers) e Primoz Roglic (Jumbo-Visma), mas também Pierre Latour (TotalEnergies).

Na frente formou-se um grupo de 67 ciclistas, sob a chuva e em alta velocidade (48,4km percorridos na primeira hora), grupo que, depois dos 50 km, reduzido para duas dezenas, com Tadej Pogacar (Emirados Árabes Unidos) a preparar o terreno para poder chegar à liderança.

Cerca do meio da etapa, o grupo reduziu-se para 18 unidades, contando com Michael Woods (Israel SUN), Dylan Teuns (Bahrain Victorious) e Ion Izagirre (Astana), entre outros, tendo Teuns passado sozinho no La Colombière

Na descida que se seguiu, Vincenzo Nibali (Trek-Segafredo), van der Poel e van Aert caíram, dando lugar a uma mudança de liderança na classificação geral. Pogacar atacou 4km antes do topo do col de Romme e 32,8km antes do final da etapa.

Teuns aumentou sua vantagem para 44” na linha onde Izagirre assumiu a segunda colocação com Woods em terceiro e Pogacar feliz em quarto, já que seria o novo líder do Tour de France após a sua façanha na primeira etapa de montanha.

O belga da equipa do Barhain completou o percurso no tempo de 3h54m41s, à frente do espanhol Ion Izaguirre (Astana), a 44 segundos, e do canadiano Michael Woods (Israel), a 47 segundos. A seguir classificaram-se o esloveno Tadej Pogacar (UAE), a 49 segundos e o holandês Wouter Poels (Barhain), a dois minutos e trinta e três segundos.

Ruben Guerreiro (EF Education-Nippo) conseguiu fazer uma prova dentro da sua categoria, completando no 38º lugar, a 18m55” do vencedor, enquanto Rui Costa (UAE) ficou na 86ª posição, a 34m46”.

Na classificação geral, Tadej Pogacar (EAU), passou a liderar, somando 29h38m25s, seguindo-se o belga Wout Van Aert (Jumbo), a 1’48s; o cazaque Alexei Lutsenko (Astana), a 4’38”; o colombiano Rigoberto Uran (EF Education-Nippo), a 4’46” e o norueguês Jones Vingegaard (Jumbo-Vista), a cinco minutos exactos.

Ruben Guerreiro subiu do 69º para o 46º lugar, a 36m12s do primeiro, enquanto Rui Costa desdeu ao 111º posto, a 1h03m48s..

Nos pontos, M. Cavendish (Deceuninck) continua a comandar, enquanto Wouter Poels (Bahrain) passou a liderar a Montanha. Tadej Pogacar (EAU) é o melhor na Juventude e a Barhain Victorius passou a comandar a classificação geral.

Este domingo corre-se a 9ª etapa, entre Cluses e Tignes, numa distância de 144,9 km, em etapa repleta de contagens de montanha, que começam pelos 810 metros (inclinação de 9,4%) até aos 2.089 metros, a poucos quilómetros da chegada, num total de seis contagens.

Mais uma boa “sova” para este dia, antes do primeiro dia de descanso, na segunda-feira.

 

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.