Sexta-feira 17 de Janeiro de 3445

Belenenses SAD e Tondela, dois casos com pesos e medidas diferenciadas?

128106419_10157740604437643_1766596747684545171_nDepois do Belenenses SAD o Tondela também entrou na equação do Covid-19, em processos que tem muitas parecenças, ainda que as decisões finais, ao que parece, terão sido bastante diferentes, o que só a partir de agora se vai conhecer mais em pormenor.

Como sempre, só se reage e não se age por antecipação – como devia ser a tónica ético-regulamentar, face ao impacto negativo que isso causa – como foi verificado, porquanto o “acidente” teria sido evitado se as estruturas estivessem em regime de prontidão imediata, em qualquer altura e local.

Como se sabe, o BSAD terá sido “obrigado” a jogar com menos de onze jogadores, porquanto dos 38 jogadores inscritos, sete tinham lesões que os impedia de jogar, 13 foram infectados pelo Covid-19 e a Delegada de Saúde colocou mais 9 em isolamento, por terem sido considerados contactos de risco.

O resto já se sabe: O BSAD chegou ao Estádio Nacional com apenas nove jogadores disponíveis. Com menos duas peças, certo seria que a equipa de Rui Pedro Soares caminharia para uma “goleada”, facto que, como se lê, tinha vastos contras, porquanto seria uma vantagem “extraordinária” para o Benfica marcar muitos golos (como se verificou, sem qualquer réplica, o que pode influir no prémio do melhor marcador da Liga 2021/2022).

Este domingo, na partida Sporting-Tondela, os tondelenses também tiveram jogadores tocados pelo COVID-19, que foram afastados da convocatória, não se conhecendo démarches quanto a outras entidades que poderão estar no processo.

Daí que se coloque a hipótese de se saber se houve alguém que tenha sido afastado da equipa de forma directa, se os que estiveram com os casos positivos foram colocados em regime fechado e se foram tomadas medidas de recolhimento para os restantes jogadores que estavam inscritos.

Fica para verificar o que irá agora surgir, sendo que importa conhecer todos os procedimentos realizados – e não efectuados – de forma a verificar-se onde esteve o “nó górdio” que originou este “desaire nacional ambiental”, no que ficou contextualmente como a “vergonha” do ano no desporto nacional.

Reagindo ao desiderato deste processo e em comunicado oficial publicado este domingo no respectivo site na Internet, a “Liga Portugal convocou uma reunião de Direcção extraordinária para esta segunda-feira, após a qual será divulgada uma nota oficial sobre toda a matéria envolvendo os episódios verificados no jogo entre a Belenenses SAD e o SL Benfica, referente à jornada 12 da Liga Portugal Bwin.

No âmbito do mesmo assunto, foi também solicitada uma reunião, com carácter de urgência, à Secretaria de Estado da Saúde, Secretaria de Estado da Juventude e do Desporto e à Direcção-Geral da Saúde, com o propósito de obter esclarecimentos claros sobre o protocolo de contingência sanitária em vigor nas competições profissionais de futebol, em concreto quais foram os procedimentos e critérios adoptados neste caso pelo Delegado de saúde local para determinar contactos de alto risco dentro do plantel da Belenenses SAD”.

Posto isto, resta aguardar que a Liga Portugal desenvolva os procedimentos de uma forma célere e que explique o que, na realidade, se verificou.

Não pode haver meias verdades nem mentiras soltas. As questões da ética, da transparência e da integridade impõem que a verdade seja pura. E dura, caso se comprove que algo ou alguém terá subvertido estes valores.

© 3445 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.