Quarta-feira 17 de Abril de 2024

Sporting (Feminino) e Benfica (masculino) finalistas da Taça Ibérica de Voleibol

O Sporting venceu, este sábado e pela margem mínima, o Tenerife Libby’s La Laguna, em jogo arbitrado por José Caramez e Nuno Teixeira, e vai defrontar, neste domingo (18h), o Hidramar Gran Canaria na final da 1ª Taça Ibérica.

Voleibol-TaçaIberica-23-09-2023

FPVoleibol

Um evento em boa hora levado a efeito com organização da Federação Portuguesa de Voleibol em colaboração com a Câmara Municipal de Viana do Castelo no Centro Cultural de Viana do Castelo, Cidade Europeia do Desporto 2023.

O jogo de atribuição dos 3º e 4º lugares, protagonizado por CV Tenerife Libby’s La Laguna e Leixões Sport Club realiza-se pelas 15h. Todos os jogos são transmitidos pela Volei TV.

O Sporting venceu por 3-2 (30-32, 25-20, 23-25, 25-18 e 15-9), numa partida em que o serviço de Ozge Kinasts e os ataques de Liza Kastrup abriram as hostilidades a favor das leoas de Alvalade (3-0).

As espanholas assustaram-se um pouco com o ímpeto das portuguesas e cometeram alguns erros que afastaram ainda mais as suas adversárias (8-3).

O bom nível de jogo revelado pelas sportinguistas, já com alguma fluidez e velocidade, dava os seus frutos, chegando aos 12-6. O Tenerife respondeu com agressividade, através da eficácia dos blocos de Shealyn McNamara e Lisbet Arredondo Reys e dos serviços desta última, capitã das espanholas (11-13).

O Sporting recuou um passo e avançou vários e com determinação, com Jady Gerotto a aumentar a vantagem através de um bloco (18-12), tendo o Tenerife, vencedor da última Taça da Rainha espanhola, replicado. Segura na defesa alta e agressiva no serviço, a equipa insular igualou (19-19) com um bloco de Lisbet Arredondo Reys/Jéssica Costa e passou para a frente com um ataque da capitã da equipa espanhola.

Novo bloco da dupla Lisbet Reys/Jéssica Costa a suster o ímpeto atacante das lusitanas e o Tenerife manteve a liderança numa zona perigosa (22-20).

Resposta pronta do Sporting, a igualar e a passar para a frente com um serviço direto de Jady Gerotto (23-22).

Num final equilibrado e com muitos nervos à mistura, que ditaram erros no serviço e ataque, o triunfo acabou por sorrir às nuestras hermanas e, como não podia deixar de ser, através de um bloco (32-30).

O segundo set começou sob o signo do equilíbrio (1-1, 3-3, 5-5), mas alguns momentos de desconcentração das sportinguistas possibilitaram a liderança das espanholas (7-5).

A equipa orientada por Rui Costa conseguiu emendar a mão e igualar, com um bloco a Belly Meñana (8-8).

Novo bloco de Aline Rodrigues a manter a diferença (22-17). Vendo o perigo, as espanholas imprimiram ainda maior pressão ao seu jogo ofensivo e aproximaram-se (19-22), mas voltaram a esbarrar no bloco de Aline, que colocou o Sporting a um ponto do fecho e, depois, fixou o resultado em 25-20.

No terceiro set, manteve-se o equilíbrio inicial, mas com o Sporting a conseguir saltar para a liderança com um serviço de Lauren Bevan-Matias (5-4).

Um serviço direto de Shealyn McNamara afastou ainda mais as espanholas (21-18), mas as portuguesas cerraram os dentes e voltaram com mais determinação à luta (21-21).

Um ataque de Denias Culebras e outro da inevitável Lisbet Arredondo Reys selaram novo triunfo das representantes de Espanha: 25-23.

No quarto set, quatro pontos consecutivos da formação leonina distanciaram-na na liderança (15-11).

Um ataque poderoso de Lauren Bevan-Matias manteve a vantagem (18-14) e outro similar de Liza Kastrup aumentou-a (20-15).

A resposta das espanholas foi intempestiva (18-20), mas os ataques de Lauren Bevan-Matias e Thaís Saraiva e os ataques desperdiçados pelas espanholas voltaram a robustecer a vantagem (24-18) e o Sporting selou o resultado com um serviço: 25-18.

O Sporting entrou melhor no set decisivo, com o bloco de Aline Rodrigues a fazer o 4-1 e o 6-1.

Para fugir ao muro português, as espanholas acabavam por atacar para fora (1-8) e cometer erros (10-2), sentenciando o jogo.

Um serviço directo de Aline Rodrigues afundou ainda mais a armada espanhola (11-3).

O CV Tenerife Libby’s La Laguna ainda reagiu(7-12), mas o Sporting CP defendeu-se bem e selou o triunfo em 15-9.

Lisbet Arredondo Reys e Liza Kastrup, ambas com 22 pontos, foram as jogadoras mais concretizadoras do jogo.

No outro jogo das meias-finais, o Hidramar Gran Canaria venceu a formação do Leixões por 3-1 (25-23, 22-25, 25-23 e 25-23)

Sulian Linares (19 pontos) e Carina Moura (13) foram as jogadoras mais concretizadoras respectivamente do CV Hidramar Gran Canaria e do Leixões SC.

Na competição masculina, o Benfica e o Club Voleibol Guaguas, anfitrião da prova, são os dois finalistas da primeira edição da Taça Ibérica de Voleibol – masculinos que está a decorrer, também este fim-de-semana mas em Las Palmas de Gran Canaria.

Nas meias-finais, disputadas no Centro Desportivo Municipal El Batán, os tetracampeões portugueses venceram, por 3-0 (25-18, 25-21 e 27-25), o Río Duero Soria, enquanto o CV Guaguas superou, por 3-2 (23-25, 25-16, 25-22, 23-25 e 15-13) os leões de Alvalade.

Este domingo, no Centro Desportivo Insular de Las Palmas de Gran Canaria, SL Benfica e CV Guaguas irão lutar (17h30) para conquistarem a primeira Taça Ibérica, logo após o jogo de atribuição dos 3º e 4º lugares, disputado pelo Sporting CP e Río Duero Soria (15h00).

A 1ª edição da Taça Ibérica de masculinos conta com a participação do árbitro português internacional Ricardo Ferreira.

© 2024 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.