Terça-feira 25 de Junho de 2024

Sporting conquistou “triplete” no Andebol na época que ora terminou

Os comandados de Ricardo Costa ergueram o último troféu da época selado com uma vitória frente ao FC Porto na Final da Prova Rainha e fizeram o pleno em 2023/2024.

Andebol-TaçaPortugal-02-06-2024 (1)

FAP

Foi com lotação esgotada que o Pavilhão Multitusos de Viseu assistiu ao pleno do Sporting Clube de Portugal. O culminar de uma época a roçar a perfeição com a conquista da Taça de Portugal, a terceira consecutiva dos leões e 18ª na história, depois de ultrapassar o rival com quem discutiu o Campeonato Placard Andebol 1 até ao último suspiro, FC Porto, por 34-30.

Foi o ponta esquerda Orri Þorkelsson quem inaugurou o marcador da marca de 7 metros, mas foi o FC Porto a entrar melhor e a impor um parcial de 0-3. Com o seu habitual sistema defensivo 6:0 forte, a turma de Carlos Resende causou dificuldades à primeira linha dos Leões e pôde contar como contributo de Nikola Mitrevski.

Foi na relação da primeira com a segunda linha que o Sporting encontrou o antídoto para desfeitear a defesa azul e branca. Martim Costa serviu Edney Silva que, na face de Nikola Mitrevski, devolveu a liderança aos comandados de Ricardo Costa (6-5), à passagem da dezena de minutos.

Na baliza leonina foi a vez de Leonel Maciel brilhar e lançar de seguida Salvador Salvador para a primeira vantagem de dois… que acabou por ser negada pelo ferro da baliza.

Sensivelmente a meio do primeiro tempo, Orri Þorkelsson deu dois golos à maior ao Sporting, apesar de, por esta altura, os leões se encontrarem em inferioridade numérica. Já em igualdade, a toada manteve-se: Leonel Maciel revelou-se intransponível e bastaram dois minutos para a diferença chegar aos quatro golos (11-7). Carlos Resende parou o encontro aos 17 minutos.

O FC Porto reagiu à paragem técnica e decorridos mais sete minutos, foi a vez de Ricardo Costa levar o cartão verde à mesa. Do time-out saiu uma jogada aérea desenhada, o recém-entrado Jan Gurri brilhou após uma assistência de Nátan Suárez e foi o mais jovem dos espanhóis – Campeão da Europa sub-20 em Portugal – quem voltou a brilhar e a garantir cinco golos de vantagem para os Campeões Nacionais (16-11) a cinco minutos do descanso. O Sporting continuou em pressão e chegou ao intervalo a vencer por 18-14.

No segundo tempo, Pedro Valdés entrou a marcar mas, novamente, o ponta esquerda Orri Þorkelsson e os rápidos contra-ataques leoninos – dois de seguida – fizeram a diferença regressar aos cinco golos (21-16). À passagem do minuto 38′ Carlos Resende pediu o segundo time-out e Rui Silva reduziu na sequência (23-18). Os Dragões cresceram e após alguns desentendimentos no banco leonino, o Sporting CP ficou reduzido a quatro unidades… o FC Porto tirou o devido proveito e diminuiu a diferença para dois (23-21) através e António Areia, levando Ricardo Costa a parar o encontro à passagem do minuto 41′.

Os leões foram cimentando a diferença e, na entrada para os últimos 10 minutos, Martim Costa fez ouvir a vontade leonina, colocando o Sporting na marca dos 30 golos, ao que se seguiram diversos momentos sem que as redes mexessem… Jan Gurri – que se mostrou inspirado nesta tarde – voltou a marcar e, a poucos instantes do final, tudo fazia antever uma vitória leonina, mesmo após uma paragem prolongada no encontro.

Com dois minutos por jogar, quatro golos de vantagem e, ainda, uma dupla inferioridade numérica para o adversário, estavam lançados os dados para uma festa verde e branca no final do encontro, que deu o pleno na época 2023/2024, ao emblema de Alvalade, com o triunfo por 34-30.

 

 

© 2024 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.