Domingo 23 de Fevereiro de 2020

Tóquio’2020 “embala” para a eleição olímpica

COP-Tóquio-2020-10-7-17A Comissão de Coordenação do Comité Olímpico Internacional (COI) ficou impressionada com os planos inovadores apresentados por Tóquio para levar os Jogos a novas audiências, durante a visita recentemente feita à cidade capital do Japão.

De acordo com fontes do Comité Olímpico de Portugal, esses projectos estão na forja para envolver todo o Japão num novo programa, que compreende maior equilíbrio entre géneros, com os Jogos Olímpicos de Tóquio’2020 a pretenderem oferecer uma experiência única aos atletas e fãs de todas as idades.

“Tóquio’2020 não só irá inspirar o Mundo durante os dezasseis dias de competição, como trará novas audiências aos Jogos e aos seus valores”, disse John Coates, presidente da Comissão de Coordenação do COI, prosseguindo que “com o apoio de Tóquio’2020, adicionámos 15 eventos ao programa olímpico, proporcionando maior igualdade entre géneros e mais foco urbano e juvenil, reduzindo o número total de participantes. As nossas discussões têm destacado o modo como esse importante passo beneficiará os atletas e permitirá a Tóquio envolver pessoas que talvez não tenham seguido anteriores edições dos Jogos. O trabalho em curso dá uma sensação mais urbana na zona do cais e as primeiras impressões dos atletas deixam-nos entusiasmados em relação ao futuro.”

Durante a visita de três dias do COI, o Comité Organizador  de Tóquio’2020 deu relevo ao modo como os residentes japoneses podem ter um papel activo nos preparativos dos Jogos. E isso inclui, entre outras iniciativas, encorajar as pessoas a oferecerem os seus antigos aparelhos electrónicos, para serem matéria de uma medalha olímpica ou paralímpica, e a participarem no próximo “tour” nacional da bandeira de Tóquio’2020.

A Comissão de Coordenação do COI visitou o “Aomi Sports Cluster” e ouviu atletas de escalada, skateboard, atletismo e uma equipa de futebol paralímpica expressarem a sua excitação por poderem vir a competir nos Jogos, num local inovador, no centro da cidade.

“Foi a minha primeira visita ao local de competição dos Jogos Olímpicos de Tóquio’2020″, disse Akiyo Noguchi, medalha de bronze no Campeonato  do Mundo de Escalada, que acrescentou: “senti que tudo se está a tornar realidade, e agora estou totalmente determinado. Eu adoraria escalar aqui dentro de três anos.” Noguchi esteve acompanhado por Tomoa Narasaki, campeão do Mundo de escalada, pelo futebolista Ryo Kawamura, e pelos “skaters” Taihou Tokura e Aori Nishimura.

“Nunca participei numa competição de skate num local tão grande como este – o público vai ser muito”, disse Nishimura, de 15 anos. “Será uma boa oportunidade para mostrar que tipo de desporto é o skate. Estou ansioso.”

“Tivemos discussões muito produtivas nas reuniões da Comissão de Coordenação”, disse Yoshiro Mori, presidente do Comité de Organização de Tóquio’202. “Gostaria de expressar o meu mais profundo agradecimento aos membros da Comissão pelos seus valiosos conselhos. Os jovens atletas que estiveram no Aomi Sports Cluster, onde as suas competições terão lugar daqui a três anos, falaram com muita emoção sobre os seus sonhos e expectativas para Tóquio’2020. Isso fez-me lembrar de todos os jovens atletas que em todo o Mundo trabalham muito duro para realizarem os seus sonhos. Senti mais uma vez a importância das minhas responsabilidades. Continuaremos a esforçar-nos para realizar uns Jogos Olímpicos bem-sucedidos e exibir os valores do desporto a todo o Mundo “.

Durante sua visita, a Comissão de Coordenação do COI esteve na Aldeia Olímpica, onde foi informada sobre a experiência única que os atletas terão em 2020 e das novidades acerca do legado que os Jogos deixarão, da sustentabilidade e da construção do Estádio Nacional e do Centro Olímpico Aquático.

Embora o Estádio Nacional, de 72.400 metros quadrados, seja o maior de todos os projectos de Tóquio’2020, o planeamento e a construção estão a cumprir o orçamento, e prevê-se que a sua conclusão possa respeitar a data prevista: Novembro de 2019. Espera-se que no seu auge os trabalhos mobilizem 3.000 trabalhadores.

Tóquio’2020 conseguiu beneficiar significativamente das recomendações da Agenda Olímpica 2020 e isso reflecte-se não só na modernização do programa olímpico, mas também na capacidade de investir o mais eficientemente possível na organização dos Jogos, poupando aproximadamente 2,2 mil milhões de dólares.

Ao longo das reuniões, a Comissão de Coordenação ficou satisfeita por ouvir que o Comité de Organização de Tóquio’2020, o governo metropolitano de Tóquio e o governo japonês continuam empenhados em trabalhar com o COI para identificar as medidas que possam reduzir custos.

“O planeamento está a correr extremamente bem; é excepcionalmente detalhado e preciso; e o programa comercial é notável “, disse Coates. “Nós não temos nenhuma preocupação acerca disso. Continuamos a trabalhar com o Comité de Organização, liderado pelo Presidente Mori, e com todos os intervenientes locais, para garantir que os Jogos sejam uma força para o bem. Temos encorajado os nossos amigos japoneses a mobilizarem os jovens e a inspirarem os seus cidadãos, ao mesmo tempo que identifiquem modos adicionais de redução do orçamento global dos Jogos.”

A Comissão do COI também discutiu vários outros preparativos dos Jogos, incluindo os serviços prestados aos atletas, Comités Olímpicos Nacionais, Federações Internacionais, meios de comunicação e espectadores; marketing; e os Jogos Paralímpicos.

Se bem que faltem pouco mais do que três anos para Tóquio’2020, a verdade é que a decisão sobre a cidade eleita está por dias. O que causa um “formigueiro” infindável na mente e no corpo dos dirigentes das cidades candidatas.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.