Sábado 08 de Agosto de 2020

Paulo Rosário e Salomé Afonso apurados para o europeu de crosse

Foto de Luis Miguel Martins / Camara Municipal do Seixal

Luis Miguel Martins / Camara Municipal do Seixal

Paulo Rosário e Salomé Afonso (Sporting), ao vencerem as provas de observação que este domingo se realizaram no Parque do Cerrado, na Amora (Seixal), passaram a integrar o grupo de atletas que vão representar Portugal no europeu de crosse que terá lugar no dia 8 de Dezembro, em Lisboa (Parque da Bela Vista – Marvila)

Paulo Rosário venceu com o tempo de 4.19 para os 1.500 metros do percurso, à frente de Luís Monteiro, com 4.20 (também apurado) e de Isaac Vader (Benfica), com 4.25.

Salomé, por seu lado, ganhou com 5.02, seguida de Patrícia Silva (Benfica) e Maria Carvalho (Maia AC), respectivamente com 5.18 e 5.41.

Na prova absoluta do crosse (8.500 metros), os vencedores foram António Silva (Sporting), com 28.38 e Miriam Martins (Ingleses Futebol Clube), com 30.06, concluindo-se a 30ª edição desta já tradicional competição, que integra as que fazem parte do lote das que contam para as escolhas dos atletas portugueses para o europeu da especialidade.

Recorde-se que estão seleccionados/pré-seleccionados, para as equipas principais, os atletas Rui Pinto, Samuel Barata, Rui Teixeira e Etson Barros (sub20) e, no feminino, Dulce Félix, Inês Monteiro, Catarina Ribeiro, Jéssica Augusto, Salomé Rocha e Sara Moreira.

Após a análise dos resultados obtidos na última prova de observação/selecção (24 Novembro, no local onde terá lugar o europeu), serão seleccionados os atletas que integrarão as formações de seniores, Sub20 e Sub23, que serão conhecidos no dia 27 deste mês de Novembro.

Portugal poderá participar nas competições de seniores, sub23, sub20 e estafeta mista, em termos individuais e colectivos, ainda que não haja uma certeza sobre o assunto.

De acordo com o regulamento divulgado pela Federação Portuguesa de Atletismo, a presença dos atletas convocados é obrigatória. A ausência injustificada implica a suspensão imediata de todos os apoios ao atleta e ao respectivo treinador. A dispensa por lesão terá de ser confirmada pelo departamento médico da FPA e implica a ausência do atleta de qualquer competição até 1 de Janeiro de 2020.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.