Quarta-feira 23 de Outubro de 3675

Inter de Milão venceu e defronta Sevilha na final da Europa League

Uefa / 2020 Claudio Villa - Inter

Uefa / 2020 Claudio Villa – Inter

Com uma “goleada” de 5-0, o Inter de Milão avançou, esta segunda-feira, para a final da Europa League, marcada para sexta-feira próxima, no Rhein Energie Stadion (Alemanha), país que tem acolhido esta fase “de oito” face à pandemia do Covid-19.

Com um golo obtido aos 19’, os italianos confirmaram que entraram em campo para tentar vencer e … depressa, não deixando o adversário avançar muito, se bem que, pelo meio, nem tudo foram rosas.

Martinez foi o autor do golo de abertura, único no primeiro tempo do encontro.

Na segunda parte, o Inter continuou a mandar nos remates para a baliza, tendo feito 12 contra 6, 9 dos quais para a baliza, de onde saíram os golos da partida, com relevo especial para a meia hora que decorreu entre os 64 e os 78’, quando os italianos deram o “nó” definitivo no adversário, até aí muito certinho e até com maior posse de bola (63-37%).

Só que a pontaria estava com os italianos e D’Ambrosio (64’) fez o 2-0, com Martinez a bisar (74’) e Lukatu a fazer o 4-0 aos 78’, período em que estiveram sempre por cima e “desarmaram” por completo o Shakthar.

Lukatu e acabou por fechar o marcador, cinco depois (83’) e bisando também no jogo, para uma goleada final de mão cheia.

Um resultado que espelha a “fome” pela baliza alheia e que pode dar outro alento para o jogo da final, com o Sevilha, na sexta-feira, partida que terá honras de televisão em Portugal, por parte da SIC, a partir das 20 horas.

Recorde-se que o Sevilha já conquistou o troféu por cinco vezes (o último em 2016), enquanto o Inter obteve três, respectivamente em 1991, 1994 e 1998.

Esta terça-feira, regressa a Liga dos Campeões, com a realização do primeiro jogo das meias-finais, encontro que envolve aa formações do Leipzig (em estreia absoluta nesta fase) e o Paris Saint Germain, partida a realizar-se no Estádio da Luz a partir das 20 horas.

A expectativa está no auge, por um lado para ver como se comportam os alemães e, por outro, saber o que os campeões franceses conseguem ante os “virgens” que se estreiam nesta fase, PSG que também nunca esteve na final.

© 3675 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.