Quarta-feira 28 de Outubro de 2020

Fernando Pimenta com ouro e centésima medalha em quinze anos de competição

DR

DR

Fernando Pimenta, ao vencer o K1 5000 na Taça do Mundo realizada, este domingo, em Szeged (Hungria), conquistou a centésima medalha em competições internacionais, ao fim de dezena e meia de anos em actividade, o que é de um brilhantismo fora do comum.

 

Medalhas em Jogos Olímpicos, Campeonatos do Mundo e da Europa e Taças do Mundo e da Europa são o portfólio perfeito para um atleta de eleição no mundo do desporto nacional e internacional, para o caso na canoagem.

Depois do ouro no K1 1000 e da prata no K1 500, Pimenta pagaiou para a segunda medalha de ouro mas no K1 5000, fazendo o pleno de medalhas nas três provas em que tomou parte.

Enquanto isso, Joana Vasconcelos triunfou, também este domingo, em K1 500 metros, chegando ao ouro que há muito lhe faltava, depois de ter obtido o bronze no K1 200 metros, fazendo jus a um excelente momento de forma numa época complicada face à pandemia que grassa por todo o mundo.

Canoagem-JoanaVasconcelos-27-09-2020Joana finalizou com o tempo de 1.54.03 e bateu a espanhola Isabel Contreras (1.54.08) e a belga Hermien Peters (1.54.27).

Fernando Pimenta regressou aos resultados de excelência em competições além-fronteiras, depois de um interregno causado pela Covid-19. Na prova de cinco quilómetros, o atleta luso acabou na frente com o tempo de 20.03.89, à frente dos húngaros Balint Noe (20.04.59) e Kornel Beke (20.12.02 minutos).

Na Paracanoagem, Norberto Mourão, que, em 2019, conquistou a vaga para Portugal em VL2 200 metros para os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, entretanto adiados para 2021, voltou a ser feliz em Szeged.

Na Hungria, o paracanoísta português foi 2.º classificado na prova de VL2 200 metros na Taça do Mundo, além de ter terminado a prova-teste de VL2 500 metros na 3.ª posição.

 

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.