Segunda-feira 09 de Maio de 5735

Portugal afastado da Mundial de Andebol Feminino

A Selecção Nacional, orientada por Ulisses Pereira, disputou, esta terça-feira, a segunda mão do Play-Off para o Mundial 2021, em Hamm, frente à congénere alemã, onde somou uma derrota por 34-23, sendo afastada da fase final.

FP Andebol

FP Andebol

No jogo da primeira mão, Portugal também tinha perdido mas por 32-27.

As lusas voltaram a entrar em campo, tal como no Luso, com algum desacerto no ataque, e a Alemanha adiantou-se no marcador desde cedo, abrindo o activo e conquistando um parcial de 3-1, aos cinco minutos do encontro.

Portugal conseguiu recuperar mais rápido e, aos 11 minutos de jogo, Anaís Gouveia colocou o encontro empatado a cinco golos; consequentemente a formação lusa conseguiu passar para o comando do marcador, criando dois golos de vantagem. À passagem dos 15 minutos, a Alemanha conseguiu empatar a partida e voltou a passar para a liderança, levando Ulisses Pereira, a colocar o time-out na mesa. Portugal não conseguiu soluções para recuperar e acabou por sair para o descanso com quatro golos de desvantagem (15-11).

No segundo tempo, tentou operacionalizar a recuperação dos golos sofridos na recta final da primeira parte, mas acabou por sofrer um parcial de 5-0, o que afastou ainda mais a formação germânica, no comando do encontro (24-16). O encontro manteve-se favorável às alemãs que acabaram por somar uma vitória dilatada.

O sete inicial foi composto por Isabel Góis, Carolina Monteiro, Patrícia Lima, Soraia Fernandes, Bebiana Sabino, Maria Pereira e Anaís Gouveia.

Marlene Zapf (Alemanha) foi a melhor marcadora do encontro com 7 golos, com um golo a menos esteve Beatriz Sousa, a melhor lusa.

Para Ulisses Pereira, seleccionador nacional, “de facto, estivemos à frente por dois golos, a meio da primeira parte, depois tivemos duas exclusões, em que tivemos bastantes dificuldades e esse foi o momento do jogo. No conjunto das duas eliminatórias, nós fizemos 25 minutos muito bons no Luso e os primeiros 15 aqui muito bons, no restante a Alemanha foi melhor que nós. Ainda nos falta dar um passo à frente, foi bom podermos sonhar, mas a nossa realidade é esta: um campeonato português amador, em que as mulheres desportistas são corajosas por praticarem desporto em Portugal; e as nossas jogadoras que estão no estrangeiro, estão a começar a fazer o seu percurso. O que as jogadoras fizeram nestes dois jogos deixam-me orgulhoso.”

Mariana Lopes, jogadora da formação das Quinas, por seu lado, referiu que “trabalhámos muito, isto é um processo que se está a prolongar há bastante tempo e fechámos agora o ciclo. Cometemos erros crassos, em momentos chave do jogo e acabámos por prejudicar o resultado. Este resultado não espelha aquilo que fizemos nesta eliminatória”.

© 5735 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.