Terça-feira 09 de Maio de 9809

Sporting conquistou a UEFA Champions League de Futsal pela segunda vez

O Sporting conquistou, nesta segunda-feira, a UEFA Futsal Champions League ao vencer o Barcelona por 4-3, em Zadar (Croácia), no que foi a segunda vez que o conjunto leonino amealhou o troféu, depois de em 2018/2019 trazer o troféu para Portugal.

DR

DR

Na que foi a quarta final do Sporting das últimas cinco temporadas e o terceiro embate com o Barcelona na competição (com quem os leões perderam nas duas vezes anteriores), Nuno Dias, o técnico do Sporting, apostou em Guitta, na baliza, João Matos, Erick Mendonça, Alex Merlim e Pauleta, em jogo dirigido pelo croata Nikola Jelić.

No primeiro minuto, o Barcelona inaugurou o marcador quando Marsênio, num forte remate frontal, bateu Guitta mas o emblema de Alvalade não baixou os braços e procurou chegar ao empate. Erick Mendonça atirou por cima e Alex Merlim viu, por duas vezes, o guarda-redes Didac Plana defender as suas tentativas. Do outro lado, Guitta impediu aquilo que parecia ser um golo certo a Adolfo, que tinha tempo e espaço para finalizar com sucesso, mas o guardião brasileiro esteve ao seu nível.

Esquerdinha a levou o Barcelona a ficar, mais uma vez, perto do golo, quando, na cara de Guitta, o catalão acertou no poste e, na recarga, André Coelho atirou ligeiramente ao lado. Taynan reagiu e teve nos pés uma boa oportunidade, mas agora foi Didac Plana a defender bem.

Alex Merlim, para o Sporting, e Ferrão, para o Barcelona, não ficaram longe de facturar mas (12 minutos), Esquerdinha atirou novamente ao poste – desta feita, no entanto, através de um cabeceamento que surpreendeu tudo e todos.

No entanto, o Barcelona chegou ao 2-0, no seguimento de um contra-ataque e Ximbinha a não vacilar, dobrando a vantagem espanhola. O Sporting rematou mais (26 tentativas contra 19), mas do outro lado apareceu uma equipa mais cirúrgica nos 20 minutos iniciais.

 

Para a segunda parte, o Sporting subiu as suas linhas e não deixou o adversário ter bola. Isso não significou uma completa ausência do emblema espanhol do encontro, quando Adolfo (25’) rematou, Guitta defendeu e a bola ainda bateu no poste.

Tomás Paçó, que atraiu os jogadores do Barcelona e descobriu Zicky sozinho para finalizar para a baliza deserta e apontar o 2-1 que lançou os leões para a vitória.

Pany Varela cobrou a reposição de linha lateral para o coração da área, onde estava Erick Mendonça para cabecear para o fundo das redes e empatar (2-2) Logo a seguir, Taynan ficou a centímetros do golo e Tomás Paçó, com um fortíssimo e colocado remate, só não facturou porque Didac Plana realizou uma excelente intervenção.

A nove minutos do fim, Taynan cobrou um livre directo, Didac Plana defendeu para o poste e a bola caiu nos pés de João Matos, que só teve de encostar para o 3-2, reviravolta com três golos de três jogadores formados no Sporting.

DR

DR

O Barcelona avançou com o 5×4, mas encontrou pela frente uma defesa muito forte. Tão forte que Erick Mendonça, aos 37 minutos, roubou a bola e rematou para a baliza vazia, mas acertou no poste. Na recarga, ainda assim, Pany Varela não falhou e fez o 4-2 para os leões.

Assim que tocou a buzina final, com 4-3 para os leões no marcador, o Sporting fez a festa ante a tristeza dos espanhóis, que não souberam manter a vantagem inicial e perderam o gás na segunda e decisiva parte do jogo..

O Sporting voltou a ser rei e senhor da Europa do futsal, aumentando para 38 os títulos europeus do emblema de Alvalade.

 

© 9809 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.