Sexta-feira 12 de Junho de 4668

Sam Bennett com segundo triunfo na Volta ao Algarve

Confirmando-se como um excelente sprinter e orientando-se para estar sempre na brecha para descortinar quando se proporciona uma oportunidade para estar na linha da frente nos últimos metros de cada etapa, o irlandês Sam Bennett conseguiu dominar a terceira etapa, esta quinta-feira, na Volta ao Algarve.

DR / VA

DR / VA

Com um sprint impressionante, Bennett (Deceuninck-Quick Step) e Dannyn Poppel (Intermarché – Wanty – Gobert Matériaux) decidiram na linha de chegada o triunfo na 3ª etapa desta magnífica clássica, que conheceu este ano a 47ª edição.

Isto depois de uma parte final (últimos rês quilómetros) preocupante para alguns concorrentes, que caíram a seguir à última rotunda antes da viragem para a meta, deixando alguma preocupação mas que, com a chegada dos 171 elementos em prova, tiveram mazelas ligeiras.

Os ciclistas enfrentaram 203,1 quilómetros sob intenso calor desde Faro, capital do Algarve, a Tavira, ainda que as escaramuças tivessem começado cedo (17 km) quando Jetse Bol (Burgos-BH), Julen Irizar (Euskatel-Euskadi), Javier Moreno (Efapel) e Henrique Casimiro (Kelly-Simoldes-UDO) tentaram escapar do grupo, definindo rapidamente uma vantagem confortável de cinco minutos.

Enquanto isso, no pelotão, a equipa Ineos Grenadiers liderava junto com Deceuninck-Quick Step e Bora-Hansgrohe, que se juntaram mais tarde para iniciar a perseguição. Depois disso, e durante as últimas duas horas de etapa, a diferença começou a recuar para cerca de um minuto.

À frente da corrida, Julen Irizar foi largado por Jetse Bol, Javier Moreno e Henrique Casimiro, enquanto de volta ao pelotão a Deceuninck-Quick Step liderava em alta velocidade.

Os ataques começaram com Peio Goikoetxea (Euskatel-Euskadi) e Gonçalo Amado (Antarte-Feirense), mas os dirigentes do grupo principal não demoraram a pôr fim.

DR / VA

DR / VA

Os ciclistas chegaram todos juntos à chegada em Tavira e, mais uma vez, Sam Benett estava a outro nível e conseguiu a segunda vitória na Volta ao Algarve. O sprint foi ainda mais próximo do que em Portimão, com Danny van Poppel a cruzar a linha mesmo atrás de Poppel, com Michael Morkov (Deceuninck-Quick Step) a fechar o top 3.

Em termos de etapa, Bennett (Deceuninck-Quick-Step) venceu com 5.02.14, à frente de Danny Van Poppel (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux), com o mesmo tempo e de Michael Morkov (Deceuninck-Quick-Step). A seguir classificaram-se Jon Aberasturi Izaga (Caja Rural-Seguros RGA) e Pascal Ackermann (Bora-Hansgrohe), ainda com o mesmo tempo.

O melhor português foi Rui Oliveira (UAE Team Emirates), no 8º lugar, também com o mesmo tempo do vencedor

Na geral individual, Ethan Hayter (Ineos) comanda com 14.28.40, seguido de João Rodrigues (W52/FCPorto), com o mesmo tempo e de Jonathan Lastra Martinez (Caja Rural-Seguros RGA, também com o mesmo tempo.

Por equipas, liderança para o Ineos Grenadiers, com 43.26.29, à frente da W52/FCPorto, a 41 segundos e da Ark Team Arkea-Samsic, a 1.15 segundos.

Por pontos, liderança para Sam Bennett (Deceuninck-Quick-Step) com 50; à frente de Danny Van Poppel (Intermarché-Wanty-Gobert Matériaux), com 40 e de Jon Aberasturi Izaga (Caja Rural-Seguros RGA), com 36. João Rodrigues (W52/FCPorto) é o melhor português no 6º posto, com 13.

Na Montanha, o primeiro é o português João Rodrigues (W52/FCPorto), com 11 pontos, seguido de Ethan Hayter (Ineos) e Kenny Molly (Bingoal Pauwells Sauces WB), respectivamente com 10 e 8 pontos.

Na Juventude, liderança para Sean Quinn (Hagens Berman Axeon-USA), com 14.29.28, à frente de Matthew Riccitello (Hagens Berman Axeon), com 14.30.24 e de Pedro Andrade (Hagens Berman Axeon), com o mesmo tempo.

Este sábado corre-se a 4ª etapa, num dia decisivo em Lagoa, com um contra-relógio individual de 20,3 km, que pode alterar a classificação geral.

 

© 4668 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.