Sexta-feira 06 de Agosto de 2021

Portugal sagrou-se campeão mundial de Atletismo para deficientes intelectuais

DR

DR

Portugal conquistou o título de campeão mundial de atletismo para atletas com deficiência intelectual, na competição que teve lugar até este domingo, na Polónia, no que é o oitavo triunfo nesta competição.

Na jornada deste domingo, a última dos campeonatos, Portugal alcançou mais 10 medalhas, duas de ouro, seis de prata e duas de bronze, que soma às 19 conquistadas nas jornadas dos dias anteriores.

Com este resultado (29 medalhas conquistadas, 5 de ouro, 17 de prata e 7 de bronze), Portugal recuperou o título de campeão do mundo, em masculinos, que já não conquistava desde 2015. Do lado feminino, a equipa lusa classificou-se na quarta posição.

Individualmente, destacaram-se Lenine Cunha e Ana Filipe que, respectivamente, arrecadaram sete – três de ouro (triplo salto, heptatlo, salto em comprimento), duas de prata (salto em altura e salto com vara) e duas de bronze (estafeta 4×100 e 4×400 metros) – e três medalhas – uma de ouro (salto em altura) e três de prata (triplo salto, salto em comprimento e 100 metros barreiras). “Vim para estes campeonatos com o objectivo de fazer marca de qualificação para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, sendo que consegui fazer a minha melhor marca em cinco anos – 6,55 metros, no salto em comprimento –, o que significa que estou em forma. Por isso, vou tentar fazer a marca agora em Portugal, porque nunca desisto e acredito que vou conseguir”, disse, no final, Lenine Cunha, que ganhou ainda o prémio de melhor atleta masculino nesta competição. Também Ana Filipe disse, no final, estar “satisfeita com o resultado obtido nesta competição”, referindo igualmente que vai continuar a “trabalhar para conquistar a marca de qualificação para os Jogos Paralímpicos”.

Para o medalheiro luso contribuíram também, nesta jornada final, as prestações de Cristiano Pereira (ouro nos 5000 metros) Sandro Baessa (prata nos 800 metros), Carina Paim (prata nos 200 metros), Inês Fernandes (prata no lançamento do dardo), Domingos Magalhães (bronze nos 110 metros barreiras) e da estafeta 4×400 metros, constituída por Carlos Lima, Lenine Cunha, Sandro Baessa e Carlos Freitas (bronze).

 

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.