Sexta-feira 06 de Agosto de 2021

Portugal no primeiro dia “D” que pode ser de ouro

UEFA EURO 2020_14 jun

UEFA EURO 2020

Nesta quarta-feira, Portugal vai estar presente no Arena Puskás, em Budapeste (Hungria) para se estrear num Europeu de Futebol que surgiu um ano depois do previsto, que tem provocado alguns dissabores aqui e ali e que nunca se sabe o que poderá acontecer.

No primeiro balanço após a realização dos jogos relativos aos Grupos A a E, meias-surpresas já se verificaram – casos da derrota da Polónia ante a Eslováquia e do empate entre espanhóis e suecos – pelo que é bom estar “avisado” que situações idênticas podem voltar a acontecer até na última ronda da primeira jornada de grupos, pese embora no F (o de Portugal) qualquer início falso para três equipas poderá tornar-se um grande “bico-de-obra”, como se diz na gíria do pontapé na bola.

A primeira verdade é que a Hungria nunca venceu Portugal. Quer tenhamos jogado bem ou menos bem. O importante é reter que nem sempre sai tudo certinho e direitinho e que algo pode “baralhar” as contas desde o primeiro apito do árbitro do primeiro jogo.

Por outro lado, o sistema de jogo, a táctica (ou tácticas) a adoptar, a aliar à competência física e técnica dos nossos jogadores, deve ser medida, milimetricamente, para não permitir aberturas na defensiva que possam provocar danos enquanto, na zona atacante, também se deverá reter o que será de melhor para as características de cada jogador, sabendo que o mais importante é introduzir a bola na baliza do adversário.

Daí que se possa balizar uma linha atacante disposta a jogar em cooperação, sem vedetismo de ninguém e sem ter jogadores preferidos por perfis que, por vezes, não encaixam no todo.

Ninguém adivinha o que se poderá passar mas, por outro lado, sabe-se que o ser linear se sobrepõe desde que se saiba gizar uma jogada com pés e cabeça, essencial para poder “desviar” a atenção de um ou outro jogador adversário para, aí, criar um factor diferenciado e, com isso, poder ter o caminho mãos livre para chegar ao objectivo principal: o golo.

Para o efeito, não se pode querer que se jogue para bater recordes, seja do que for, porque isso poderá prejudicar a meta comum, que é o triunfo da equipa nacional.

Caberá ao mister estar atento e saber dar a volta ao caminho do que mais interessa – o triunfo – fazendo manobras de “diversão” sem que o colectivo fique parado, se esqueça de marcar este ou aquele jogador.

Defrontar a Hungria não é sinal de vitória antecipada, mais a mais no grupo mais complicado deste Euro2020. Olho vivo e esperteza activa é o que se precisa, desde que os jogadores saibam interpretar e cumprir as regras definidas, ainda assim aproveitando também as actuações dos jogadores portugueses.

 

Polónia e Espanha escorregaram esta segunda-feira

 

Neste quarto dia do Euro2020, espanhóis e polacos saíram a perder (pontos) nos jogos realizados, com a Polónia a perder (1-2) ante a Eslováquia e o empate (0-0) registado entre os espanhóis e suecos, com a vantagem de o jogo se ter efectuado no Estádio La Cartuxa (Sevilha-Espanha), o que não ajudou muito.

Historiando esta primeira ronda, no A, a Itália é o guia isolado (3 pontos); no B, Bélgica e Finlândia somam 3 pontos; no C, Áustria e a Holanda também somam 3 pontos; no D, Inglaterra e República Checa dividem o comando também com três pontos, enquanto no E a Eslováquia segue na frente, com três pontos.

No F, a decisão final da fase de grupos inicia-se esta terça-feira.

Quanto ao resto, há que esperar até mais logo.

Bons jogos.

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.