Sexta-feira 06 de Agosto de 2021

Campeonatos de Portugal prometem bons despiques na Maia neste fim-de-semana

FPA

FPA

O Estádio Dr. José Vieira de Carvalho (Maia), volta a receber o atletismo de Alto Rendimento, com a realização dos Campeonatos de Portugal’2021, neste fim-de-semana de 26 e 27 de Junho.

As provas no primeiro dia iniciam-se às 15h30 e no segundo dia às 16h00. Uma competição que promete bastante, porquanto sendo uma das últimas oportunidades para os atletas portugueses alcançarem as marcas de qualificação directa para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020, a competição encerra em si diversos “mini” campeonatos que serão aliciantes para acompanhar, até mesmo através do “streaming” que a Federação Portuguesa de Atletismo proporcionará no Youtube (https://youtu.be/trSdYHYTquA) e no Facebook (https://www.facebook.com/fpatletismo).

Pontos altos serão, certamente, as corridas de velocidade. Em masculinos, Carlos Nascimento (Sporting), Frederico Curvelo, Diogo Antunes, Delvis Santos e André prazeres (todos do Benfica), poderão beneficiar da presença dos velocistas brasileiros que fazem parte da estafeta olímpica, como são os casos de Camilo de Oliveira (10,07 segundos), Felibe Bardi (10,10) e Jorge Vides (10,28).

Na parte feminina, Lorene Bazolo e Rosalina Santos (ambas do Sporting) comandam um conjunto de jovens atletas que começam a despontar.

Nos 400 metros, Cátia Azevedo (Sporting), que recentemente bateu o recorde de Portugal com 50,59 (e confirmou com 51,02 nove dias depois) é a grande estrela; em masculinos, prevê-se um despique emocionante entre Mauro pereira (Sobral de Ceira) e os benfiquistas João Coelho e Ricardo dos Santos, com este a tentar uma oportunidade para poder aceder aos Jogos.

Nos 400 m barreiras, Vera Barbosa (Sporting) tentará regressar às grandes marcas, ela que tem apresentado estar a “crescer” de forma.

Recentemente, o meio fundo-curto português deu sinais de vida, muito especialmente pelos registos de Isaac Nader (Benfica) a chegar ao topo das distâncias de 800 e 1 500 metros, acompanhado por vários atletas com recordes pessoais, com possibilidade de conseguir a marca de qualificação directa para Tóquio 2020 (3.35,00); em femininos, emocionante despique nos 1 500 metros, entre Marta Pen Freitas (Benfica) e Salomé Afonso (Sporting), com esta a ter ainda a distância mais curta (onde terá como “lebre” Claudia Bobocea).

Nas distâncias de 5 000 metros, Mariana Machado (Sporting de Braga), que terá uma “lebre” etíope na sua prova, e Samuel Barata (Benfica), lideram um conjunto de atletas que podem melhorar os seus resultados anuais e, até alcançar recordes pessoais, que até se esperam em provas como os 3000 metros obstáculos (André Pereira e Etson Barros, do Benfica, e Fernando Serrão, do Sporting, em masculinos; Joana Soares, Jardim da Serra, em femininos).

Em grande destaque estão os lançamentos! No peso, as sportinguistas Auriol Dongmo e Jessica Inchude, a benfiquista Eliana Bandeira e a bracarense Francislaine Serra prometem um concurso de nível internacional, o mesmo sucedendo em masculinos com Francisco Belo e Tsanko Arnaudov, agora acompanhados de Otoniel Badjana (todos do Benfica), que recentemente passou os 18 metros. E que dizer do lançamento do martelo, com três atletas (os benfiquistas António Vital e Silva e Décio Andrade e o sportinguista Ruben Antunes) que já ultrapassaram os 70 metros esta temporada?

Igualmente faiscante a prova de lançamento do disco feminino, com Liliana Cá, do Novas Luzes, recordista nacional, e Irina Rodrigues, do Sporting.

Uma disciplina que já tem presença assegurada nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 é o triplo-salto. Em masculinos, Pedro Pichardo (Benfica) tem já a qualificação directa, enquanto Nelson Évora (Barcelona) e Tiago Pereira (Sporting) pretendem consolidar a sua presença nos apurados pelo World Ranking. Em femininos, duas já apuradas: Patrícia Mamona e Evelise Veiga, ambas do Sporting, com Susana Costa (Academia Fernanda Ribeiro) à espreita de oportunidade.

De todos os atletas que já têm qualificação direta para Tóquio 2020, João Vieira (Sporting) apresta-se para o 21º título, e Ana Cabecinha (CO Pechão) tentará o seu 11º, ambos nos 10.000 metros em marcha atlética.

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.