Sexta-feira 06 de Agosto de 2021

Australiano Julian Alaphillippe venceu primeira etapa e lidera Tour de France

ASO / Ballet Paulino

ASO / Ballet Paulino

Julian Alaphilippe venceu a escalada de La Fosse aux Loups (com a ajuda de seu da sua equipa (Deceuninck-Quick Step), tornando-se o primeiro francês a vencer a etapa de abertura do Tour de France desde Christophe Moreau há vinte anos e apenas o terceiro campeão mundial a trocar a camisa do arco-íris pela camisa amarela no final da etapa inicial, depois de Georges Speicher (1934) e Bernard Hinault (1981).

Os 184 pilotos iniciaram a competição em Brest, com Victor Campenaerts (Qhubeka-Nexthash) a conseguir um pouco de espaço para si mesmo, o que permitiu conquistar o primeiro ponto na montanha, sobrepondo-se aos outros que iniciaram a primeira fuga (12 km) por iniciativa de Franck Bonnamour (B&B), rapidamente reunido por Danny van Poppel (Intermarché-Wanty Gobert), Cristian Rodriguez (TotalEnergies), Anthony Perez (Cofidis), Ide Schelling (Bora-Hansgrohe ) e mais tarde por Conor Swift (Arkea-Samsic) para fazer um grupo de frente de seis no km 19,5, qur tiveram uma vantagem de 3’55’’, quando Tim Declercq e Petr Vakoc tomaram as rédeas do pelotão para a Deceuninck-Quick Step e Alpecin-Fenix iniciarem a recuperação.

O pelotão cavalgou todo junto a uma velocidade moderada em direcção a Landerneau. Outro acidente (queda colectiva) que dividiu o pelotão 7,5 km antes do fim.

A Deceuninck-Quick Step liderou fortemente o pelotão antes da subida de 3 km de La Fosse aux Loups. Alaphilippe atacou no trecho mais íngreme antes dos 2km. Pierre Latour (TotalEnergies) e a dupla eslovena formada por Primoz Roglic e Tadej Pogacar perseguiram-no, mas ele evitou o regresso. Michael Matthews correu para o segundo lugar com Roglic ganhando algum bónus de tempo interessante na terceira posição.

Chris Froome foi gravemente afectado pelo acidente. Os candidatos ao pódio do ano passado, Richie Porte e Miguel Angel Lopez, também perderam algum tempo significativo no final da primeira fase.

Julian Alaphillippe (Deceuninck) chegou ao fim com o tempo de 4.39.05, menos oito segundos (já com bonificações) do que o segundo, o britânico Michaels Matthews, e o esloveno Primaz Roglic (Jumbo-Visma), com o australiano Jack Haig (Barhrein) e o holandês Wilco Kelderman (Boa Hansgrohe), também com o mesmo tempo.

Rúben Guerreiro (EF Education-Nippo) foi o melhor português, na 56ª posição, a 2’10’’, enquanto Rui Costa (UAE) terminou em 96º, a 5’33’’, face à queda colectiva havida.

Este domingo efectua-se a segunda etapa, entre Perros-Guirec e Mur-de-Bretagne Guerlédan, numa distância de 183.5 km.

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.