Quarta-feira 24 de Setembro de 2273

Beatriz Monteiro e Miguel Monteiro porta-estandartes de Portugal na abertura dos Jogos Paralímpicos Tóquio2020

CPP-JogosToquio-Beatriz-Monteiro-23-08-2021A atleta de Badminton Beatriz Monteiro e lançador do peso Miguel Monteiro são os porta-estandartes de Portugal na cerimónia de abertura dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020, que esta quarta-feira terão início.

Beatriz Monteiro é a atleta mais jovem da Missão com apenas 15 anos e será a estreante portuguesa em Jogos Paralímpicos na modalidade de Badminton, depois de já ter conquistado três pódios em torneios internacionais da modalidade em singulares SU5.

Miguel Monteiro tem 20 anos, é campeão da Europa no lançamento do peso F40, recordista do mundo na especialidade e vai ter a sua segunda experiência paralímpica depois do Rio 2016.

A Missão Portuguesa aos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 tem como protagonistas 33 atletas de oito modalidades, evento que terá as primeiras competições – para os portugueses – na madrugada de quarta-feira e terminarão no dia 5 de Setembro.

Paralympics Torch Relay 2021Até chegar a este dia inicial, os dias amanheceram cedo na Aldeia Paralímpica.

Ainda antes das cinco da manhã a claridade começa a espreitar pelo espaço descoberto entre as cortinas opacas e a janelas dos quartos dos atletas portugueses.

Não muito mais tarde é hora de iniciar um novo dia. O duche é com água quente com boa potência, a roupa determinada pelo código de vestuário da Missão Portuguesa e dois pisos abaixo chega-se rapidamente à rua, em sentido contrário às inúmeras placas que indicam o caminho para a zona de Portugal neste edifício 4 do complexo residencial.

O dia é normalmente cinzento, ora chuvoso ora com alguns raios de sol e, virando à direita, encontra-se à distância de cerca de 500 metros a área de restauração.

E aqui entra-se num mundo à parte.

São dois andares e várias centenas de lugares sentados, todos devidamente separados entre si com acrílicos. A comida é diversa e para todos os gostos, com larga oferta de pratos de carne, peixe, acompanhamentos, legumes, saladas, frutas, bebidas, com gastronomia tradicional de diversos países incluindo, naturalmente, do Japão.

Há tanto por onde escolher! Não poucas vezes saltam à vista várias iguarias desconhecidas que nem pelo nome se conseguem perceber do que se trata. Noutras ocasiões, surgem surpresas menos agradáveis – ou menos usuais, dependendo da perspectiva – como é caso de carne de gato.

Para os portugueses será impensável, mas certamente houve quem gostasse.

A enorme cantina funciona 24 horas por dia até ao final dos Jogos Paralímpicos Tóquio 2020 (5 de Setembro) para se adaptar aos diferentes horários dos milhares de pessoas que residem na Aldeia durante este período.

Para os portugueses o pequeno-almoço é cedo porque logo de seguida é tempo de apanhar o autocarro no terminal com horários cumpridos à risca até às arenas de treino disponibilizadas pela organização em horários previamente determinados. O almoço por norma é realizado novamente na Aldeia Paralímpica e a tarde igualmente ocupada com treinos até chegar o jantar, pelas 20:00 horas, seguido do merecido descanso.

Nos entretantos vai existindo tempo para uns passeios de descompressão pela Aldeia, na avenida nas bandeiras, junto ao símbolo do Agitos ou no agradável paredão junto à baía de Tóquio.

239464139_897307780881572_7525669554620951868_nA Missão Portuguesa tem como protagonistas 33 atletas de oito modalidades e é composta por um total de 77 elementos.

No histórico das participações portuguesas nos Jogos Paralímpicos, Portugal teve a primeira participação na edição de 1972, com a presença da selecção de Basquetebol em Cadeira de Rodas.

No total, Portugal esteve em dez Jogos Paralímpicos (incluindo Rio de Janeiro’2016), representado por 281 atletas de 13 modalidades, onde conquistou 92 medalhas (25 de ouro, 30 de prata e 37 de bronze)

Por modalidade, o Atletismo continua na liderança, com a conquista de 53 medalhas, seguido do Boccia (26), Ciclismo (2), Futebol (1), Natação (9) e Ténis de mesa (1)

No Rio de Janeiro’2016, Portugal foi representado por 37 atletas (25 homens e 12 mulheres), de sete modalidades (Atletismo, Boccia, Ciclismo, Equitação, Judo, Natação e Tiro), tendo alcançado quatro medalhas (2 de bronze no Boccia e 2 de bronze no Atletismo).

Ainda como boa notícia para o movimento paralímpico, o site oficial do Comité Paralímpico de Portugal www.paralimpicos.pt garantiu o nível de ouro do Selo de Usabilidade desenvolvido pela Agência para a Modernização Administrativa (AMA) em colaboração com o Instituto Nacional para a Reabilitação (INR).

O projecto realizado ao abrigo do protocolo entre o Comité Paralímpico de Portugal e a Fundação do Desporto e implementado pela tecnológica VILT foi aprovado e comprova que o sítio oficial do CPP é dotado de acessibilidade máxima para consulta por parte de todos os utilizadores, melhoria que teve o apoio dos Jogos Santa Casa.

© 2274 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.