Terça-feira 19 de Outubro de 2021

Selecção Feminina de Portugal nos quartos-de-final do Europeu de Ténis de Mesa

TenisMesa-EuropeuEquipasFeminino-30-09-2021

FPTM

Depois de ter vencido, esta quinta-feira, a congénere da Hungria, a Selecção Nacional feminina apurou-se para os quartos-de-final do Campeonato da Europa de Ténis de Mesa por Equipas, competição que decorre em Cluij (Roménia).

Portugal venceu por 3-2, no último encontro da fase de grupos, tendo entrado nos oito primeiros, garantindo a presença na fase seguinte, onde defrontará (esta sexta-feira) a selecção da Ucrânia.

Os resultados das portuguesas foram os seguintes:

Georgina Pota, 0 – Fu Yu, 3 (8-11, 4-11, 8-11)

Dora Madarasz, 3 – Shao Jieni, 2 (14-12, 7-11, 12-10, 4-11, 12-10)

Mercedes Nagyvaradi, 3 – Inês Matos, 0 (11-6, 11-9, 11-4)

Dora Madarasz, 2 – Fu Yu, 3 (11-13, 11-3, 11-9, 6-11, 5-11)

Georgina Pota, 0 – Shao Jieni, 3 (6-11, 9-11, 7-11)

Com este triunfo e a entrada nos oitavos-de-final, Portugal garantiu também a presença no mundial de equipas em 2022.

A Ucrânia é a 10ª equipa do ranking mundial e neste Europeu venceu a Eslovénia (3-0) e a República Checa (3-1).

A equipa portuguesa (32ª do ranking) sentiu algumas dificuldades frente à Hungria (13ª), com quem tinha perdido em Janeiro de 2020 em jogo para a qualificação olímpica de Tóquio 2020.

A treinadora nacional, Xie Juan, afirmou ao site da Federação Portuguesa de Ténis de Mesa, que “a nossa equipa é muito unida e estamos muito empenhadas para o jogo de amanhã. Sabemos que a Ucrânia é uma equipa forte e o encontro vai ser difícil, mas vamos dar o máximo e deixar tudo na mesa.”

TenisMesa-EuropeuEquipasMasculino-30-09-2021

FPTM

No lado masculino, Portugal não teve a mesma sorte e foi derrotada pela Dinamarca por um expressivo 3-0.

A Selecção Nacional, 10ª classificada no ranking mundial e vice-campeã europeia em título, foi afastada da competição pela Dinamarca (23ª da lista), num encontro em que todas as partidas foram decididas em cinco sets.

João Geraldo (91º) foi o primeiro a entrar em campo, para defrontar o dinamarquês melhor cotado no ranking mundial, Jonathan Groth (32º). O internacional português perdeu o primeiro parcial, conseguiu recuperar para 2-1, mas o adversário venceu os dois sets seguintes.

Marcos Freitas (24º) teve como adversário Anders Lind (83º) e teve uma vantagem de 2-0, mas acabou por perder a partida por 2-3.

Na terceira partida, que Portugal tinha obrigatoriamente de vencer, Tiago Apolónia (59º) esteve em desvantagem de 0-2, conseguiu o empate, mas Tobias Rasmussen (208º) fechou o resultado em 3-2 na partida e 3-0 no encontro.

© 2021 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.