Segunda-feira 17 de Janeiro de 7544

Bravura do Dragão deu a volta ao Estoril a caminho do comando isolado na Liga Bwin

estoril vs fcp_080122_3005No final da primeira parte do Estoril-F.C. Porto deste sábado, tudo parecia indiciar que novo “temporal” pairava pela Liga Bwin, quando os portistas saíram com uma desvantagem de dois golos.

Nada que não fosse recuperável, com ou maior dificuldade – com ajuda divina ou não – mas que foi líquido que Sérgio Conceição recolheu ao balneário com um certo amargo de boca, porque “abébias” deste tipo nem sempre resultam em bem.

Mas o técnico portista soube levar a equipa a repensar o que não esteve bem na parte inicial – onde o Estoril Praia foi superior e, daí, ter chegado ao 2-0 – quando (49’), Taremi resolveu voltar a marcar e a dar o tom que a equipa precisava para reencaminhar-se ao encontro do triunfo, por forma a se isolar no comando da Liga Bwin.

E se assim pensou, melhor aconteceu – com garra forte e felicidade suficiente – porquanto Luis Diaz (84’) e Francisco Conceição (89’) deram a volta ao jogo e ao resultado, alcançando um triunfo que assenta bem e pode mudar de figura a segunda volta da competição, que se inicia na próxima semana.

Depois de um golo não validado pelo VAR (fora de jogo de Bruno Lourenço) à meia hora, de autoria de Chiquinho, o Estoril chegou ao 1-0 por intermédio (38’) de Arthur, chegando ao 2-0 cinco minutos depois (43’) com André Franco, de grande penalidade, cometida por Wendell, que derrubou Chiquinho na grande área.

Como se referiu, Taremi (49’) marcou para os portistas, tendo Rui Fonte (62’), no seguimento de um canto marcado por André Franco, cabeceado para dentro da baliza portista, golo que também não foi validado pelo árbitro por falta de um jogador do Estoril.

O F. C. Porto conseguiu o empate (84’) por intermédio de Luis Diaz e Francisco Conceição (89’) atingiu o 3-2 com que terminou o jogo, com o F. X. do Porto a isolar-se no comando, com 47 pontos, seguindo do Sporting (44)

No Vizela-Moreirense, os de Moreira de Cónegos alcançaram um triunfo importante para fugirem aos últimos lugares da classificação, depois de Rafael Martins (59’) ter feito o único golo do desafio.

Num jogo muito “terra-a-terra”, o Vizela rematou mais (15-14, dos quais 3-4 para a baliza), enquanto também liderou a posse de bola (52/48%).

No Estádio do Bessa, o Boavista recebeu e empatou (1-1) com o Tondela. Com golos marcados por Salvador Agra (71’) para os visitantes e com Jeriel De Santis (88’) a empatar, numa partida em que os boavisteiros dominaram (18-5 em remates, 4-2 para a baliza, numa posse de bola de 65/35%) mas não tiveram arte para vencerem.

Neste domingo, jogam Portimonense-Marítimo (15h30), Benfica-Paços Ferreira e Braga-Famalicão (18 h), fechando com o Belenenses SAD-Arouca (20h30).

 

© 7545 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.