Segunda-feira 17 de Janeiro de 3329

Portugal estreia-se esta sexta-feira no Europeu de Andebol frente à Islândia

Andebol-Europeu-2022-13-01-2022

FP Andebol

Esta sexta-feira, pelas 19h30 (RTP 2), os desportistas portugueses podem assistir ao primeiro jogo da fase de apuramento do Europeu de Andebol’2022, que está a ser aguardado com grande expectativa.

De uma forma geral para todos os países, mais a mais com a Covid-19 a continuar por todo o lado, com Portugal a querer repetir o que foi o seu melhor resultado de sempre na edição passada, onde começou o apuramento para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Na história, há já três capítulos recentes envolvendo os referidos protagonistas: os dois primeiros a contar para a Qualificação para a edição de 2022 do Campeonato da Europa e, a mais recente, há precisamente um ano, na abertura da participação lusa no IHF World Championship 2021, que culminou numa vitória portuguesa por 25-23. Os Heróis do Mar fazem agora a estreia no Europeu contra o mesmo adversário e a estrela que brilhou na altura, Miguel Martins, antevê as cenas do próximo capítulo.

O central, que se mudou esta época de armas e bagagens para a Hungria, e que figura actualmente no plantel do Pick Szeged, abordou este novo encontro com a equipa islandesa, referindo que “o último jogo que fizemos com a Islândia foi no Mundial, vínhamos de um apuramento para o Europeu em que vencemos em casa e perdemos fora, e nesse jogo conseguimos vencer. Agora voltamos a encontrar a Islândia na fase de grupos – sabemos que todos os três jogos vão ser uma final e, para nós, esta é a primeira – num jogo importantíssimo visto que o segundo vai ser com a equipa da casa [Hungria] portanto queremos muito entrar a vencer na competição. Vai ser um jogo super disputado, eles têm uma excelente equipa, todos eles jogam em grandes clubes e muito bem como equipa. Nós queremos entrar a vencer e estamos cientes da nossa qualidade, temos que ter uma defesa forte e imprimir um ritmo rápido de jogo, fazer a transição, e apostar naquilo que é o nosso jogo, que é jogar rápido para podermos sair de lá com uma vitória”.

A Islândia conta com o regresso de Aron Pálmarsson, que esteve lesionado durante os últimos embates, e que será uma das grandes referências a ter em conta no jogo de dia 14 de Janeiro – o primeiro de Portugal no EHF Euro 2022.

“Acho que o Aron Pálmarsson é uma referência da parte da Islândia mas, tal como já referi, eles têm outros jogadores com muita qualidade – o lateral direito, Magnússon, que joga no Magdeburgo e tem tido muito impacto na Liga Alemã, têm o central, Jónsson, que joga no Melsungen com o André Gomes que também tem tido muita importância, assim como, o Smárason, do Göppingen – portanto eles têm muitas referências.

O Pálmarsson é sempre um jogador que se pode destacar mas também não nos podemos descuidar e temos que tomar atenção aos outros. Nos últimos três jogos ele não estava mas também quando falta uma referência os jogadores procuram mais o colectivo e às vezes até corre melhor. Da minha parte, vou tentar dar o meu melhor e ajudar a equipa no máximo que puder para podermos conseguir a vitória que é o mais importante. Temos que dar o nosso melhor e pensar em nós e fazer aquilo que é o nosso trabalho para tentar vencer o jogo.”

Os nórdicos são o primeiro adversário de Portugal nesta caminhada no EHF Euro 2022, no Grupo B, onde se qualificam para o Main Round os dois primeiros classificados do grupo, sendo que os dois últimos serão afastados da competição, desta forma todos os pontos serão importantes para passar à próxima fase. Poderá acompanhar o embate entre Portugal e Islândia através da RTP2 (19h30)

 

© 3329 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.