Sábado 21 de Maio de 2022

Benfica empatou na Luz e Braga perdeu ante o Marítimo “aquecendo” a Liga Bwin

slb vs pacos f  150121_1245Tudo parece estar a complicar-se no que pode ser uma fatídica primeira jornada da segunda volta da Liga Bwin, consubstanciado no empate cedido pelo Benfica ante o Moreirense e a derrota do Sporting de Braga frente ao Marítimo, também em casa.

Iniciada este sábado – com o Estoril-Arouca adiado devido ao surte de covid-19 dos arouquenses – a 18ª ronda redundou, para já, na perda de dois pontos por parte do Benfica (ainda que sem se considerar os resultados dos jogos a ealizar neste domingo), face aos dois primeiros (F. C. Porto e Sporting).

Na Luz, o Benfica não foi além de um empate ao receber um Moreirense revitalizado pela entrada de Sá Pinto como novo técnico, num jogo em que os visitantes até foram os primeiros a marcar, no que foi um primeiro sinal de que o “encalhe” se podia verificar, face a um poder de remate para a baliza algo diminuto, como se provam pelos 5-2 remates feitos pelas duas equipas.

O Benfica rematou mais (16-9) mas para fora das zonas de perigo eminente, fez muitos mais passes, em termos gerais (592) do que a equipa de Moreira de Cónegos (216), o que redundou numa precisão do passe de 82% para os encarnados e 62% para os visitantes.

Apesar de toda esta vantagem, o Benfica não “viajou” pelo campo sem que chegasse a vias de facto para chegar ao triunfo, o que não caiu bem no seio benfiquista, clube que continua como que ao sabor das ondas, quiçá com base no “maremoto” provocado pela novela “Luís Filipe Vieira”.

Gilberto (na própria baliza) proporcionou (61’) a vantagem do Moreirense, tendo Darwin empatado (65’), mantendo-se, para já na liderança dos marcadores.

Se esta foi uma meia surpresa (face ao empate), surpresa total foi a derrota do Sporting de Braga ante o Marítimo, que foi ao reduto bracarense vencer com um golo marcado (Winck) a um minuto do termo dos 90’ oficiais.O Braga também dominou em toda a linha, desde os 16-8 remates, dos quais 4-3 para a baliza, de entre os 65/35% de posse de bola, mas que de nada valeu porquanto não houve resiliência suficiente ou para rolar na frente até ao minuto fatídico ou recuperar depois até ao tempo final dado pelo árbitro.Na terceira partida realizada este sábado, o Boavista também não se saiu muito bem (ainda que tivesse conquistado um ponto), porquanto perdeu a hipótese – jogando no Bessa – de poder chegar aos três pontos.

Ainda que tivesse dado um sinal muito positivo para vencer logo aos 4’, quando Makouta fez o 1-0, mas depressa se notou que a equipa parecia demonstrar que estava satisfeita com a vantagem, tendo acabado por sofrer o golo do empate (Samuel Lino, 67’) que não conseguiu recuperar.

Esteve por cima nos remates (17-4), dos quais 5-2 para a baliza, mas perdeu na posse de bola (37/63%), o que também ajudou a “empatar” o tempo livre para poder marcar mais golos.

Neste domingo, F. C. Porto e Sporting terão oportunidade de se afastarem ainda mais do Benfica, com o Sporting a jogar em Vizela (18h) e o F. C. Porto a defrontar o B-SAD (20h30) no Estádio Nacional, no Vale do Jamor (Oeiras).

O Santa Clara-Tondela reabre esta ronda (15h30) e o Famalicão-Paços de Ferreira (18h30) completam mais esta fase, fechando-se amanhã (segunda-feira) com o Portimonense-Guimarães (20h15).

 

 

 

© 2022 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.