Sábado 21 de Maio de 2022

Comité Olímpico à procura de Casa para Portugal em Paris

cop congressoJosé Manuel Constantino (presidente), José Manuel Araújo (secretário-geral) e Pedro Sequeira Ribeiro (director comercial e marketing), iniciaram os procedimentos na procura da que será a Casa de Portugal nos Jogos Olímpicos Paris’2024.

Na viagem à Cidade Luz, os dirigentes do Comité Olímpico de Portugal reuniram com o Embaixador de Portugal em França, Jorge Torres Pereira – acompanhado pelo Cônsul em Paris, Carlos Oliveira – com Comité National Olympique et Sportif Français (CNOSF), tendo em vista ao fortalecimento das relações entre as duas instituições; e ainda no Senado francês, com os autarcas portugueses em França, Paulo Marques e Maria de Jesus Carlos.

O programa incluiu igualmente um encontro com o deputado português Carlos Gonçalves e os empresários portugueses, Artur Machado e Mário Martins.

A delegação do COP foi ainda recebida na Câmara de Comércio e Indústria Franco-Portuguesa pelo presidente, Carlos Vinhas Pereira, e também esteve na associação de jovens lusodescendentes CAP Magellan, onde se encontrou com a presidente Anna Martins.

No final da viista, José Manuel Constantino, considerou que esta visita a Paris “foi positiva”, tendo acrescentado que “registámos uma disponibilidade de cooperação muito importante das diversas entidades com quem estivemos reunidos, com vista à instalação da Casa de Portugal e presença da Equipa Portugal nos Jogos Olímpicos 2024”.

 

Debate sobre o modelo europeu na Global Sport Week em Paris

 

Aproveitando a deslocação, José Manuel Araújo (também membro da Comissão Executiva dos Comités Olímpicos Europeus) teve uma intervenção na Global Sports Week, que decorre em Paris, no painel que debateu o modelo europeu de desporto de alto rendimento.

Em causa estiveram os princípios defendidos pelos Comités Olímpicos na concretização do modelo europeu, nele cabendo um papel de líder às Federações Desportivas e modelos competitivos abertos, nos quais haja solidariedade com os clubes de formação, sejam defendidos os direitos humanos e haja proteção ao voluntariado.

Participaram também no painel Jean-François Brocard, professor e membro do “Centre de Droit et d’Economie du Sport”; Themis Christophidou, diretor-geral para a Educação, Juventude, Desporto e Cultura da Comissão Europeia; Jean-Pierre Siutat, presidente da Federação Francesa de Basquetebol; Antonio Arimany, secretário-geral da World Triathlon; Ronan Evain, diretor executivo da “Football Supporters Europe”; e Laurbence Farreng, membro do Parlamento Europeu.

A boa governação das instituições desportivas como instrumento para uma boa relação com os operadores privados também foi um dos tópicos principais em discussão.

 

© 2022 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.