Sábado 28 de Janeiro de 2023

Telma Monteiro pretende conseguir ser a primeira judoca a participar em seis Jogos Olímpicos

ENEO

COP

Telma Monteiro confessou, este domingo, – de acordo com a informação divulgada pelo Comité Olímpico de Portugal – que a sua motivação para continuar a treinar “é fazer história” por poder vir a ser a primeira judoca a competir em seis Jogos Olímpicos, em Paris 2024.

“O mais importante para mim não foram as medalhas, mas a forma como as consegui conquistar, é esse o meu legado” – relatou a judoca portuguesa mais medalhada – que acrescentou que “não é só ganhar, as pessoas não se vão lembrar só das medalhas, mas da minha imagem, porque é esse o legado que quero deixar”, declarações feitas durante a sessão “Conversas Olímpicas”, moderada por Marco Alves, diretor do Departamento de Missões e Preparação Olímpica do Comité Olímpico de Portugal (COP), durante o Encontro Nacional de Esperanças Olímpicas (ENEO), no Centro de Alto Rendimento do Jamor

Na partilha de experiências com os jovens aspirantes a participar nos Jogos Olímpicos Los Angeles 2028 e Brisbane 2032, Telma Monteiro – medalha de bronze nos Jogos do Rio de Janeiro (2016) – explicou qual a sua estratégia pessoal para lidar com um dos problemas mais difíceis que se colocam aos atletas: as lesões.

A propósito, salientou que “dediquei-me sempre à lesão como se fosse uma competição, passava a ser a minha prioridade para poder recuperar. Às vezes é assustador, passar de conseguir fazer tudo para quase não conseguir fazer nada. Temos de ter um compromisso com a nossa recuperação”, defendeu.

Depois de um trajeto que já incluiu cinco participações olímpicas e muitas e variadas medalhas em Europeus e Mundiais, Telma Monteiro apontou uma dimensão que desejava pudesse ter sido diferente na sua carreira, comentando que “se eu soubesse o que sei hoje, se houvesse estas formações, eu tinha trabalhado mais cedo com um psicólogo.”

A terminar, Telma Monteiro aconselhou os jovens participantes no ENEO a investirem na sua formação.

João Paulo Almeida, diretor-geral do COP, encerrou o ENEO, deixando “duas palavras”, “uma de reconhecimento” aos atletas, pela participação no evento; a outra “de excelência”, pelo que é disponibilizado pelos serviços do COP na preparação dos atletas.

A anteceder a intervenção de Telma Monteiro, Ana Bispo Ramires, psicóloga que integra a Direção de Medicina Desportiva do COP, abordou os temas “Perfil Psicológico e Top Performance”.

Os participantes no ENEO fizeram testes de avaliação e controlo do treino, no Laboratório do CAR Jamor, e assistiram a sessões promovidas pela Autoridade Antidopagem de Portugal, a Academia Olímpica de Portugal e o Departamento de Comunicação do COP.

Participaram no ENEO atletas das modalidades e disciplinas de Andebol, Atletismo, Badminton, Canoagem, Ciclismo, Dança Desportiva, Ginástica, Golfe, Judo, Natação, Skateboarding, Pentatlo Moderno, Remo, Surf, Ténis, Ténis de Mesa, Tiro com Arco, Triatlo, Vela e Voleibol.

 

© 2023 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.