Terça-feira 23 de Maio de 8276

Portugal e Espanha empataram e assim ficam na classificação do grupo A do Europeu de Hóquei em Patins

HoqueiPatins-Europeu2023-18-07-2023

Federação Patinagem Portugal

Ao empatar frente à Espanha – ainda que tenha aberto o marcador – Portugal não teve arte nem manha para “chutar” com os espanhóis para canto e garantir, desde logo, a presença nos quartos-de-final deste europeu de Hóquei em Patins.

No segundo jogo da fase de grupos, Portugal empatou a três bolas com a Espanha, com golos de João Rodrigues, Rafa e Gonçalo Alves.

O encontro começou com os espanhóis a pressionar alto e a criar dificuldades na saída com bola a Portugal. No momento em que a seleção lusa conseguiu ter posse e circulação de bola, a Espanha recuou e Portugal marcou o primeiro: numa jogada de ataque, Gonçalo Alves assistiu João Rodrigues que colocou no ângulo esquerdo, sem hipótese de defesa do guardião espanhol (0-1, minuto 22).

O jogo seguiu partido, com Espanha a criar algum perigo, mas sem sucesso graças às excelentes intervenções de Pedro Henriques. Ao minuto 11 Telmo Pinto viu o cartão azul, mas Pedro Henriques defendeu o remate direto de Marc Julià.

Portugal aguentou bem o under play, seguindo a defender mais recuado e a procurar travar a ofensiva espanhola, mas a pouco mais de um minuto do intervalo, os espanhóis lograram o empate, resultado com que as equipas recolheram ao balneário.

O segundo tempo abriu com o cartão azul mostrado à seleção espanhola, logo no primeiro minuto, mas Gonçalo Alves não conseguir converter respetivo livre direto.

O encontro continuou pouco criativo e foi Rafa que, ao minuto 14, voltou a colocar Portugal em vantagem com um remate potente direto, que partiu da linha do meio-campo para o fundo das redes de Grau (2-1). Segundos depois, foi mostrado o azul aos espanhóis, mas Grau negou o golo a João Rodrigues. No mesmo instante, Portugal cometeu a 10ª falta que Pau Bargalló não desperdiçou, devolvendo o empate ao marcador (2-2).

Ao minuto 12, um toque de João Rodrigues no patim de Bargalló – toque ligeiro que o jogador espanhol terá aproveitado para se deixar cair – valeu um penalti assinalado contra Portugal. Desta vez o guardião luso defendeu o remate Carballeira. Dois minutos depois, Nil Roca com espaço na área lusa, colocou Espanha pela primeira vez em vantagem (3-2).

A cinco minutos do final, penálti para a seleção nacional que Hélder Nunes não conseguiu converter. A 50 segundos do fim Aragonês viu o azul e Gonçalo Alves rematou direto para o 3-3 final.

No final da partida, Pedro Henriques considerou que este “foi um grande jogo de hóquei em patins e que o empate foi justo”. Na opinião do guardião da baliza das quinas o jogo “poderia ter sido decidido em bolas paradas para qualquer um dos lados” e lembrou que “dadas as condições de muito calor”, houve muita resiliência, especialmente da parte dos guarda-redes.

Para Henriques o empate é “favorável nesta fase do grupo, porque Portugal depende de si mesmo. Temos de estar satisfeitos porque fizemos um bom trabalho hoje”.

Sobre a classificação no Grupo A, o selecionador nacional, Renato Garrido, assumiu que “é importante acabar esta primeira fase de grupos no lugar cimeiro para vermos com quem nos vamos cruzar, numa perspetiva de que ficando em primeiro lugar, jogaremos com o quarto classificado do grupo teoricamente mais fraco. Pensamos nisso, mas essencialmente pensamos em nós e jogo a jogo vencer todas as partidas”.

Sobre o jogo Garrido explicou que “nas bolas paradas não estivemos com o acerto de outros dias, mas acontece. Atualmente as bolas paradas são realmente fundamentais no hóquei e nós em quatro fizemos uma que nos permitiu o empate. Penso que é um resultado justo”.

Sobre o adversário desta quarta-feira, o selecionador salientou que a equipa francesa “é constituída por três pilares que são os irmãos Benedetto, não esquecendo o Remy que joga no campeonato português e os guarda-redes que têm dado tranquilidade e segurança”. Garrido lembrou que “é uma equipa fisicamente muito forte a quem não é fácil fazer as marcações, mas sublinhou que Portugal tem-se adaptado nos últimos jogos e tem conseguido bons jogos contra a França”, acrescentando que “é uma equipa que não surpreende ninguém ontem ter empatado com Espanha e é uma equipa que vai também querer vencer este Campeonato da Europa”.

No outro encontro do grupo A, a Itália venceu a França (4-2), enquanto, no grupo B, a Suíça venceu (5-2) Andorra e a Alemanha goleou (8-2) a Inglaterra.

A fase de grupos encerra-se esta quarta-feira, com Portugal a defrontar a França (17h30) e o Itália-Espanha (20h), sendo que no grupo B haverá o Suíça-Alemanha (12h30) e o Inglaterra-Andorra (15h).

© 8277 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.