Sábado 23 de Maio de 2015

FC Porto sofreu segunda derrota consecutiva e complicou a posição na Liga Betclic

20240407_FCP vs vgu_pb_117

José Pedro Gonçalves / JDM

Ao perder, no Estádio do Dragão (que parece mal “alimentado”), ante o Vitória de Guimarães, o FC Porto mantem-se em curva descendente na Liga Betclic podendo, inclusivamente, baixar ao 3º ou 4º lugar na classificação, caso haja nova derrota.

Na partida deste domingo, a formação comandada por Sérgio Conceição voltou a não acordo de si, a não “acertar” nos “timings” horários certos e em pouco mais, o que levou a equipa a uma derrota depois de dominar em todos os parâmetros estatísticos.

Um deslize de Pepe (que acabou expulso, 69’) e de outro defesa portista originou (12’) o 1-0 por parte do Guimarães, se bem que tivesse sido Galeno a desviar a bola para a sua própria baliza, no seguimento de um canto.

No final, o FC Porto rematou mais (15-4), dos quais 5-2 foram para a baliza, numa posição cimeira em termos de posse de bola (71/24%), fechando com 559-236 passes, ainda que muitos deles sem qualquer nexo.

À passagem da meia-hora, mais um “desaire” por parte do FC Porto que levou ao segundo golo do Guimarães, por intermédio de Jota Silva que, numa jogada rápida, passou por toda a gente (incluindo Pepe) e surgiu como que na cara de Diogo Costa para rematar (33’) por debaixo do corpo do guardião portista e reforçar a vantagem, que podia ter sido aumentada (41’) se Diogo Costa não tivesse feito uma grande defesa a remate de Jota Silva.

O FC Porto ainda espevitou até aos 44’, quando reduziu para 1-2, por Galeno, que foi para a baliza, a passe de Namásio, que rematou pela certa.

No segundo tempo, foi ainda o Guimarães que teve mais oportunidades, ainda que sem ter conseguido subir o resultado, também por “culpa” de Varela, guardião vimaranense, que esteve atento e defendeu o que foi preciso.

De notar que Taremi regressou ao relvado (70’) mas não demonstrou capacidade de poder fazer mais e melhor, ataque portista que foi ainda reforçado com Toni Martinez mas sem conseguir estar afinado.

Os erros acumulavam-se, o tempo foi passando e o final chegou com o triunfo do Vitória de Guimarães, no que foi a segunda derrota consecutiva dos portistas, que estão a “pagar” caro as desconcentrações e falta de visão de jogo, num campeonato que está a ser épico, diremos inacreditável e, até, inesquecível, seja para quem for.

Nos outros jogos deste domingo, o Portimonense foi ganhar (3-2) a Chaves, que “cavou” ainda mais a distância para a zona de segurança para não descer.

Hector (25’) abriu o marcador para o Chaves, tendo Carlinhos (72’) empatado, com João Correia (76’) a dar nova vantagem aos flavienses, tendo Cassama (83’) chegado ao 2-2 e Formiga (90+1’) fez o terceiro golo para os visitantes.

Em Moreira de Cónegos, a equipa local não foi além de um empate (2-2) ante o Estrela da Amadora, numa luta à fuga para não descer de divisão, que está cada vez mais “acesa”.

A ronda 28ª fecha esta segunda-feira com o Casa Pia-Estoril (20h15).

© 2015 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.