Sexta-feira 23 de Maio de 7513

Benfica venceu e continua a pressionar Sporting na Liga Betclic

20240411_slb_marselha_103O Benfica recebeu e ganhou ao Moreirense (3-0) numa partida calma, sem casos de monta, mas consubstanciada no domínio dos remates por parte dos benfiquistas, que obtiveram três golos (começando cedo) que deram o élan suficiente para somar os indispensáveis três pontos.

Kokçú iniciou a caminhada para o triunfo quando abriu o ativo (18’), que foi complementado por Tomás Araújo (45+1’) a terminar o primeiro tempo, sem que os de Moreira de Cónegos tivessem incomodado por aí além, ao ponto de não terem feito um único remate para a baliza.

Na segunda parte, Rollheiser (78’) fez o 3-0 e tudo estava feito para garantir o triunfo, num encontro em que o Benfica rematou mais (19-8), dos quais 8-0 para a baliza, ainda que tendo menos posse de bola (49/51%) do que os visitantes.

No Estrela da Amadora-Rio Ave, os visitados não começaram bem, porquanto Aderlan (12’) marcou para o Rio Ave, tendo Leonardo (43’) empatado o resultado com que se chegou ao intervalo.

Na segunda parte, Kikas (88’) colocou o Estrela na frente do marcador, mas Vrousai (90+9’) conseguiu empatar num “prolongamento” que, normalmente, deixa sempre dúvidas, porque depende do critério da equipa de arbitragem.

O Estrela dominou a estatística, com 18-6 em remates, dos quais 5-4 para a baliza, numa posse de bola de 61/39%, mas não encontrou o fio condutor para marcar mais golos.

Em Portimão, a equipa local recebeu o Casa Pia numa partida que acabou empatada (2-2), para gáudio dos casapianos, que puderam manter-se afastados dos últimos lugares da classificação, “safando-se” ainda de uma derrota que esteve “provisionada”, considerando que chegou ao intervalo a perder (2-0).

Monteiro (8’) e Tornich (26’) fizeram os golos para os algarvios, tendo Yuki (34’) e Zolotic (59’) recuperado até final do segundo tempo, num empate que se coaduna com a estatística: 12-14 remates para o Casa Pia, dos quais 3-4 para a baliza, com 46/54% de posse de bola, sendo de registar a expulsão de Mukendi (90+4’), do Casa Pia.

No Arouca, 2 – Boavista, 1, a “música” de Rafa Mújica continua a tocar muito bem e marcou mais um golo (30’) para a sua conta (19), mantendo-se num confortável terceiro lugar do pódio dos melhores marcadores.

Weverson (39’) chegou ao 2-0, isto depois da formação de Arouca ter falhado dois golos de baliza aberta (um deles de grande penalidade), chegando mesmo ao terceiro falhanço (43’), que podia ter colocado a equipa a vencer por 4-0 ao intervalo.

No segundo tempo, o Boavista tentou dar a volta ao resultado, mas não conseguiu mais do que fazer o golo de honra (47’), marcado por Bambu, na própria baliza (Arouca), registando-se a expulsão (42’) de Perez (Boavista), que teve influência no desenrolar no resto da segunda parte.

O Arouca dominou tudo, com 15-9 remates, dos quais 6-4 para a baliza, numa posse de bola de 69/31%.

Esta 29ª ronda conclui-se, esta segunda-feira, com o “confronto” entre os dois últimos da classificação: Vizela e Chaves, em jogo marcado para as 20h15, em Vizela.

 

© 7513 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.