Segunda-feira 22 de Julho de 2024

Portugal favorito ante a Chéquia, mas “caldos de galinha” nunca fizeram mal a ninguém!

A seleção portuguesa estreia-se esta terça-feira no Europeu’2024, que tem como palco a cidade de Leipzig (Alemanha), numa noite (20h) que tem de ficar memorável para Portugal, pelo que só a vitória interessa para o onze lusitano.

FPF-EuropeuAlemanha-Martinez-17-06-2024

FPF

Será a sexta vez que as duas formações se vão encontrar, depois da equipa nacional – os agora “apaixonados” – ter obtido quatro vitórias contra um dos parceiros ora reencontrados, onde foram marcados doze golos (10-2).

Apesar desta vantagem lusa, é sabido que a equipa da Chéquia possui uma forte capacidade física, geradora de vantagens que, em qualquer altura, poderão “destruir” os mais poderosos que surjam pelo caminho.

Assim sendo, a equipa portuguesa não se pode descuidar e deve estar atenta aos pormenores para evitar surpresas algo desagradáveis, afinal o que é gerado em toda a atividade desportiva, em que qualquer resultado pode ser alcançado, por mérito de um e demérito de outro, por mais sorte de um lado do que do outro, ou até por influências diversas que integram os “conteúdos” de qualquer peleja em que tenha de haver um vencedor. Mas que o seja também com ética, transparência e integridade de todas as partes envolvidas.

No último treino, Roberto Martínez teve à sua disposição, mais uma vez, todos os 26 jogadores chamados à competição que, após o apronto final, se deslocou para Leipzig, com a expetativa da obtenção de um resultado positivo, o maior de todos o triunfo, que deixará uma marca positiva em termos psicológicos.

A partir das 21 horas locais (20h em Portugal), sob a arbitragem do italiano Marco Guida, Portugal tem de saber merecer vencer, como decorre das declarações prestadas aos jornalistas, com o técnico nacional e o jogador Ruben Dias a assumirem a importância de entrar com uma vitória no Euro 2024.

Em discurso direto, o espanhol Roberto Martinez referiu que “agora começamos o período competitivo, com três jogos. A competitividade do balneário é agora mais forte do que no apuramento, porque há jogadores novos, com nível muito bom. Temos de trabalhar bem. O talento é um facto, mas precisamos de demonstrar valências sem bola e psicológicas para podermos defrontar adversidades durante o jogo. Faz parte de ser uma equipa. Estamos preparados, mas ainda não temos o nível máximo. Só pode chegar depois dos 3 jogos”.

Sendo a sexta vez que está num europeu, o selecionador lembrou que “é muito importante a minha experiência em torneios europeus e mundiais, que é a mistura de experiência e talento novo no balneário. Temos isso muito bem representado. O Cristiano e o Pepe têm experiência sem igual noutro balneário. São os dois mais velhos do torneio. E depois temos o João Neves, o Francisco Conceição, que está a demonstrar influência durante os jogos. A mistura é necessária para estar tudo ligado com o mesmo foco e compromisso. Isso é essencial para nós.”

Sobre se tem alguma superstição? “Não, é uma resposta aborrecida, mas não tenho. Tenho a da sexta-feira 13. Não tenho superstições.”

Acrescentou ainda que “no futebol de seleções, as coisas mudam. Temos muito tempo de preparar os jogos. É importante ter um plano de trabalho, quando não posso terminá-lo é difícil. Acho que com experiência podes usar melhor o tempo. Precisamos de estar tranquilos para ajudar e dar soluções. Se posso ter o tempo bem utilizado, posso desfrutar.”

Que espera da Chéquia? “Acho que o estilo da Chéquia é muito claro. Defrontei a Chéquia três vezes e a estrutura pode mudar. Linha de quatro, de cinco… Mas a ideia gosto muito. É de arriscar, ter pressão alta, com jogadores a quererem marcar golos. O Soucek está a fazer épocas consistentes, o Schick é campeão alemão. A formação individual marca o estilo. Concordo com o treinador. A Chéquia joga para ganhar, de uma forma que gosta de tomar riscos e será fantástico para o adepto neutro.”

Ronaldo referiu que esta geração merece ganhar o Euro. Conseguirá? “Acho que a fase de apuramento mostrou que o grupo está com uma atitude e compromisso muito importantes. Ganhámos 10 jogos, mas agora é o torneio. São três jogos e temos de demonstrar o nível que temos aqui. O Cristiano tem muita experiência, é o único a ter jogado em cinco Europeus. Pode jogar o sexto, a sua experiência é importante. O que pode ver no balneário é importante. Como equipa, precisamos de enfrentar momentos de adversidade durante o torneio, para ver se temos nível para ir longe.”

A Chéquia pode ser o jogo mais difícil do grupo? “Espero que não seja o mais difícil. Espero que venham outros mais difíceis. Respeito imenso a Chéquia, defende subida, vai ser um jogo muito aberto, provavelmente.”

Qualidade da Seleção e ambiente à volta da mesma: trouxe bagagem para voltar a 15 de julho? “Precisamos de acreditar, é importante. Sem sonhar, é difícil. Mas temos a responsabilidade de jogar bem. O jogo de amanhã é o momento perfeito de mostrar que estamos prontos, jogar com as expectativas que há. Depois dos três primeiros jogos podemos avaliar se merecemos ficar para mais. Tenho 7 camisas, não trouxe só 3. Mas temos de mostrar nível nos três jogos.”

FPF-EuropeuAlemanha-RubenDias-17-06-2024

FPF

Como porta-voz do grupo, Ruben Dias salientou que “sabemos a qualidade que temos”, para acrescentar que “é um misto positivo. Temos experiência juntos, mas também de estarmos em grandes equipas e competições. Esse passar por dificuldades juntos, competição a competição, sabemos onde podemos melhorar e ajuda a construir o espírito que preciamos para uma prova como estas.”

Acrescentou que “não gosto de me fixar em favoritismos. Todos sabemos da qualidade que temos, sabemos todos das condições que temos para fazer algo especial. Depende sempre muito da capacidade que tivermos para nos juntar a cada momento, como fizemos em todos os estágios. Cada novo estágio, após clubes, após mentalidades diferentes nos clubes, cada estágio é quase tudo novo, não tudo pelo contexto que sabemos que vamos ter, mas é um momento que temos novamente que nos juntar. Sempre achei interessante essa pré-disposição, o que fizemos será resultado dessa capacidade, frescos na mente, com energia, e pelas dificuldades que sempre vão aparecer pela frente, a capacidade de lidarmos com elas e crescermos na competição.”

Finalizou que “temos esses jogos presentes, mas temos consciência que o tempo passou e circunstâncias são diferentes. Mais que o resultado, a abordagem e o feeling no campo, vamos jogar contra equipa diferente, mas contra muitos dos mesmos intervenientes. Será um fator de confiança.”

Posteriormente, Roberto Martinez confirmou o único jogador certo para jogar: o guardião Diogo Costa, com hipóteses de Cristiano Ronaldo ser o segundo a ser divulgado.

França de aflitos ante a Áustria
Para concluir o grupo D, a França viu-se em “palpos de aranha” para tornear uma atrevida Áustria, que acabou por favorecer os franceses com um autogolo de Wober (38′).
Ainda que tivesse rematado mais (14-5) a bola para a baliza foi de um empate a 3, uma percentagem muito baixa para quem quer (França) candidata a vencer este Euro’2024. No mais, a Áustria teve mais posse de bola (52/48%) mas faltou-lhe o “sal” para aguçar o apetite.
No grupo E, a Roménia “estoirou” com um expressivo 3-0 a Ucrânia, uma equipa que tem andado em “casa emprestada” para se poder preparar (face à demoníaca guerra imposta pela Rússia), valendo os golos apontados por Stanciu (29′), Marin (53′) e Dragus (57′), se bem que os ucranianos tivessem dominado o encontro (72/29% de posse de bola, 13-9 em remates) mas com a vantagem dos remates para a baliza (5.2) pertencerem à Roménia. Três remates, três golos.
No outro jogo deste grupo, a Eslováquia derrotou (1-0) a Bélgica, com um golo obtido por Schranz (7′), com os belgas a mandarem na estatística (61/39% de posse de bola, 16-10 em remates, dos quais 5-4 para a baliza). Um contrassenso! Acontece!
Para esta terça-feira, jogos do grupo F, com a Turquia a defrontar a Geórgia (17h) e Portugal a lutar contra a Chéquia (20h).
© 2024 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.