Quarta-feira 28 de Outubro de 2020

Futebol português quase nos quartos-de-final!

rio-2016Ao vencer as Honduras (2-1) Portugal deu um passo de gigante para garantir a presença nos quartos-de-final, porque soma seis pontos contra três das Honduras e da Argentina, que este domingo derrotou a Argélia pelo mesmo registo (2-1).

Portugal começou mal, ao sofrer o golo hondurenho aos 30 segundos, na jogada inicial, dado que foi Portugal a escolher o campo, obtido por Elis que aproveitou uma “paragem no tempo” da defesa lusa, com Esgaio a falhar a intercepção – a par do guarda-redes Varela – deixando o avançado rematar para abrir o activo.

Logo de seguida, Portugal começou a puxar pelos galões e a arregaçar as mangas, tendo chegado ao empate aos 31’, com um golo de Tobias Figueiredo, que respondeu da melhor forma a um centro de Sérgio Oliveira, aproveitando para cabecear para o fundo da baliza.

Forçando a nota, os jovens lusos passaram a liderar as operações, embora os hondurenhos nunca baixassem os braços, chegando ao 2-1 quinze minutos depois, desta vez com um golo obtido por Gonçalo Paciência ao aproveitar um ressalto da bola que antes tinha sido rematada por Bruno Fernandes, resultado com que terminou o primeiro tempo.

No tempo complementar, o resultado não sofreu alteração mas nem por isso deixou de haver oportunidades para isso, para um e outro lado, primeiro com André Martins, Gonçalo Paciência e Agra a terem tido oportunidade de marcar, o mesmo sucedendo a Carlos Mané e a Pité, sem que a bola entrasse, com Lozano e Quioto a terem a mesma sorte por parte das Honduras.

Com Sérgio Oliveira e Tobias Figueiredo suspensos por um jogo, devido aos cartões amarelos que receberam, Rui Jorge terá de arranjar alternativas que possam garantir, o mínimo, um empate com a Argélia para poder vencer o grupo e depois jogar contra o segundo do grupo C

Tudo é possível quando a alma não é pequena. E isso Portugal já demonstrou que tem e muita.

 

Canoísta José Carvalho nas meias-finais

 

Entretanto, José Carvalho conquistou o direito de estar nas meias-finais da prova de C1 de slalom, ao terminar as qualificações (em duas mãos) na 11.ª posição.

Depois de ter começado menos bem face às faltas cometidas, que muito penalizaram o tempo final (111,01), o canoísta luso garantiu o apuramento na segunda, com uma marca de 98,18.

As meias-finais e a final estão marcadas para terça-feira, às 17 horas de Portugal e 19h16, respectivamente.

 

João Sousa também na segunda ronda no Ténis

 

O melhor tenista português de todos os tempos (36º ATP), João Sousa, despachou com relativa facilidade o holandês Robin Haase (62º ATP) na segunda ronda da competição, tendo vencido por 2-0, com os parciais de 6-1 e 7-5

Na ronda seguinte, Sousa vai defrontar o vencedor do encontro entre o número um do mundo, o sérvio Novak Djokovic, principal favorito frente ao argentino Juan-Martin Del Potro, 145.º do mundo.

Recorde-se que Gastão Elias também se apurou para a fase seguinte, ao mesmo tempo que surgiu a novidade de que a Federação Internacional da modalidade considerou a presença deste par luso na respectiva competição.

 

Joana e Oleinic afastados no Judo

 

Joana Ramos e Sergiu Oleinic não foram felizes nas respectivas actuações e foram afastados no segundo combate, que perderam.

Joana Ramos (- 53 kg) começou por vencer Antoinette Gasongo (Burundi) mas no segundo combate perdeu com a chinesa Yingnan Ma, não tendo conseguido livrar-se da imobilização que a concorrente asiática fez.

Por seu lado, Sergiu Oleinic (- 66 kg) derrubou o ucraniano Georgii Zantaria (um dos candidatos às medalhas) mas não suportou o “castigo” imposto pelo dominicano Wander Mateo

 

Meninas do ténis de mesa também afastadas

 

Depois de Shao Jieni ter sido eliminada no sábado passado, este domingo foi a vez de caber a Fu Yu a eliminação, depois de ser derrotada pela tailandesa Nanthana Komwong por 4-3, com os parciais de 14-16, 8-11, 12-10, 11-8, 7-11, 12-10 e 11-8.

 

Marcos Freitas em frente

 

O mesatenista Marcos Freitas derrotou, nesta madrugada de domingo, o romeno Ionescu por 4-1 (parciais de 11-9, 1-11, 11-5, 11-7 e 11-9) e integra o grupo dos 16 apurados para a fase seguinte.

 

Filia Martins brilhante e segue em frente

 

Filipa Martins esteve brilhante, nesta madrugada de domingo, no all around em ginástica artística, ficando apurada para a final com a pontuação global de 54,298, referente a 13,433 no solo, 13,366 no salto, 13,666 nas paralelas assimétricas e 13,833 na trave, no que foi o melhor de sempre de uma ginasta portuguesas nos Jogos Olímpicos.

Programa português neste domingo

Judo

– 73 kg (1ª ronda) Nuno Saraiva, 14h00, frente ao húngaro Miklos Ungvari.

– 57 kg (1ª ronda) Telma Monteiro, 14h00

Se apurados até final

– 73 kg (Finais) Nuno Saraiva, 19h30

– 57 kg (Finais) Telma Monteiro, 19h30

Ténis

- Singulares (2ª ronda) Gastão Elias, 14h45

- Singulares (2ª ronda) João Sousa, 14:45

Ténis de Mesa

- Singulares (3ª ronda) Marcos Freitas, 16h00

- Singulares (3ª ronda) Tiago Apolónia, 16h00

Se apurados

- (4ª ronda) Marcos Freitas, 21h00

- (4ª ronda) Tiago Apolónia, 21h00

Vela

- Laser (1º dia) Gustavo Lima, 17h00

- RS:X (1º dia) João Rodrigues, 17h00

- Laser Radial (1º dia) Sara Carmo, 17h00

Natação

- 200m Estilos ( Eliminatórias), Victoria Kaminskaya, 17h56

Se apurada

- Meia-Final, Victoria Kaminskaya, 3h36.

 

 

 

 

 

Outras notícias

 

A chinesa Wu Minxia, de 30 anos, ao tornar-se a primeira atleta a ganhar o ouro olímpico em cinco Jogos consecutivos, em saltos para a água, no que é uma das mais consagradas do Olimpo.

O triunfo aconteceu na prova de saltos sincronizados a três metros juntamente com a companheira Shi Tingmao, com 345,60 pontos.

A prata foi para as italianas Tania Cagnotto e Francesca Dallape, com 313,83 pontos, enquanto o bronze foi para as australianas Maddison Keeney e Anabelle Smith, com 293,19.

Entretanto, Majlinda Kelmendi entrou na história dos Jogos Olímpicos ao conquistar a primeira medalha do Kosovo.

Na final da categoria -52 kg, no Judo, Kelmendi, de 25 anos e bicampeã mundial e europeia, derrotou a italiana Odette Giuffrida, conquistando o ouro. Esta foi a segunda participação da atleta nos jogos, já que, em 2012, como o país não era reconhecido pelo COI, representou a Albânia.

As medalhas de bronze foram para Misato Nakamura (Japão) e Natalia Kuziutina (Russia).

Por outro lado, Shu–Ching, de Taipé, conquistou a medalha de ouro na categoria -53kg do levantamento de peso.

Na final, Ching levantou 212 kg (100 kg+112 kg), superando Hidilyn Diaz, das Filipinas, com 200 kg (88 kg+112 kg), e a sul-coreana Jin abre Yoon, com 199 kg (88 kg+111kg).

De salientar ainda que, sem medos e reticências, o Comité Paralímpico Internacional divulgou a suspensão da Rússia após o escândalo de doping de Estado revelado pelo relatório McLaren.

Esta suspensão significa que a Rússia “não terá o direito de participar nos próximos Jogos Paralímpicos do Rio”, de 7 a 18 de Seetembro, anunciou o presidente do Comité, Philip Craven.

© 2020 Jogada do Mes. Todos os direitos reservados. XHTML / CSS Valid.